Radiografia dos golpes: o truque

Esse é o último da série que mostra a anatomia dos golpes. Em quatro artigos, procuramos mostrar o que existe de mais comum em todo e qualquer golpe.
Começamos explicando que as picaretagens a que estamos expostos passam por três fases bem distintas, cada uma com um propósito específico:

  • primeiro é necessário fazer alguma promessa;
  • depois disso, o golpista tem que dar credibilidade ao que está propondo;
  • por fim, o picareta aplicará o golpe.

Nesse artigo, explicaremos como ocorre o truque, o momento em que o golpista troca o produto, faz você depositar dinheiro numa conta, faz você entregar a chave do seu carro, entre outros golpes que existem.

Veja o vídeo no qual explico alguns detalhes dessa fase dos golpes:

Quando a vítima passa a fase da fidelização, na qual o golpista constrói a credibilidade de sua proposta, é muito difícil que o golpe não seja bem sucedido.

Vejamos um áudio gravado em um celular (escutam-se palavrões no final da conversa):

Observe que o golpe passa por todas as fases: (1) A PROMESSA – o carro ou o valor depositado na conta da pessoa premiada; (2) a FIDELIZAÇÃO, quando o golpista tenta apressar a decisão para que a vítima não tenha muito tempo para pensar; (3) o TRUQUE, que seria a entrega de uma conta fajuta para que a vítima depositasse dinheiro antes de receber “o prêmio”.

Nesse exemplo, o truque é a tentativa de confundir a vítima, assegurando que o valor da transferência é uma “senha de valor” (que raios é isso?). O golpista tenta enganar a pessoa fazendo ela realizar uma transferência para outra conta corrente como se fosse a forma da vítima receber o prêmio direto em sua conta.

O golpe foi mal sucedido, pois a vítima já desconfiava que era uma armação (e quem não sabe?) e resolveu “curtir” com a cara do golpista.

Note a argumentação “furada” do picareta quando tenta explicar que a ligação é gratuita (aos 1min e 15 seg), diante dos questionamentos da vítima. É incrível como as vítimas que caem no golpe não percebem essas explicações sem nenhuma lógica

Muitas pessoas têm o seu comportamento orientado pela ganância e é por isso que perdem a capacidade de analisar as bobagens sem sentido que são ditas pelos golpistas.

Um exemplo clássico da fase do truque é mostrado no vídeo abaixo, no qual o golpista troca as canetas de identificação de dinheiro falsificado. O objetivo final do golpe era trocar cédulas falsas pelas verdadeiras.

A vítima, confiando que as canetas identificariam todas as cédulas falsas, entrega as notas verdadeiras sem pestanejar. O golpe é mais complexo, mas aqui queremos mostrar apenas como foi realizada a troca das canetas que identificam o dinheiro falso, observe:

 

O que desejo destacar nesse vídeo é a técnica para que o truque funcione. A atenção da vítima é mantida na nota, enquanto as canetas são trocadas, como indicado no vídeo.

Uma boa parte dos truques são assim. Partindo da premissa de que não conseguimos prestar atenção a mais de um evento ao mesmo tempo, o picareta promove a concentração da vítima em um evento secundário, enquanto a troca ocorre no segundo plano.

Uma dica importante é sempre prestar muita atenção quando algum negócio parece muito promissor. É importante interromper o golpe assim que você desconfie. Basta pedir mais informações, mostrar-se reticente. Se o interlocutor utilizar alguma estratégia para apressar a sua decisão, isso já é um péssimo sinal.

Lembre-se de que todo o cuidado é pouco e que é você quem sabe o esforço que faz para adquirir os seus bens. Se você passar por todas as fases do golpe e chegar na última, provavelmente será enganado!  Se uma proposta é boa demais para ser verdade, provavelmente não é!

Um abraço

Sergio Senna

 

Visite as Seções do Portal

Lie to Me – Análise de Episódios

Lie to Me - Análise de Episódios

Análise dos episódios da série Lie to Me. Linguagem corporal, emoções básicas, mentira e microexprressões dissecadas em matérias que aprofundam os temas tratados no seriado.

Descobrindo a Mentira

Descobrindo a Mentira

Aprenda a identificar os mentirosos e a detectar a mentira que causa tanto incômodo em sua vida. Veja as nossas matérias sobre a análise da mentira e do papel da linguagem corporal na identificação de mentirosos.

Linguagem Corporal e Microexpressões

Linguagem Corporal e Microexpressões

Veja como a ciência nos mostra que o corpo fala por meio dos gestos, da linguagem corporal e das expressões faciais. Encontre uma coleção de matérias sobre linguagem corporal.

Testes sobre Linguagem Corporal

Testes sobre Linguagem Corporal

Aqui você encontra a galeria dos nossos testes sobre linguagem corporal, sorrisos, reconhecimento pela voz e emoções pelas expressões faciais.

Curso: Microexpressões e Emoções na Face

Curso: Microexpressões e Emoções na Face

Reconheça as seis emoções básicas pelas expressões faciais. Microexpressões e a ação dos músculos da face com suas possíveis interpretações.

 

Como citar este artigo:

Formato Documento Eletrônico (ABNT)

PIRES, Sergio Fernandes Senna. Radiografia dos golpes: o truque. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Disponível em < http://ibralc.com.br/radiografia-dos-golpes-o-truque/> . Acesso em 26 May 2016.

Formato Documento Eletrônico (APA)

Pires, Sergio Fernandes Senna. (2013). Radiografia dos golpes: o truque. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Recuperado em 26 May 2016, de http://ibralc.com.br/radiografia-dos-golpes-o-truque/.
The following two tabs change content below.
avatar
Psicólogo, doutor em psicologia (UnB), possui diversas especializações na área de educação, segurança e políticas públicas. Tem larga experiência acadêmica e profissional na interpretação da linguagem corporal, presta assessoria institucional no Congresso Nacional e desenvolve trabalhos acadêmicos nas temáticas da análise da mentira e da linguagem corporal. Veja o currículo completo aqui!
avatar

Latest posts by Sergio Senna (see all)

Posted in A Mentira, Dicas and tagged , , , , , , , , .

3 Comments

  1. Bom dia!
    Sou administradora e estudante em psicologia e seus artigos têm me ajudado muito. Tanto no meu trabalho na administração (trabalho com muitas pessoas) quanto na nova graduação.
    Obrigada!

    • Obrigado pelas palavras gentis, Aparecida.
      Siga explorando o nosso conteúdo completamente gratuito, que já é o mais extenso e de melhor qualidade sobre linguagem corporal em Língua Portuguesa.
      Um abraço
      Sergio Senna

  2. Grande postagem, Dr. Sergio!
    É incrível como algumas pessoas conseguem ser enganadas, com truques tão ruins e muito provavelmente mal elaborados, como esse da ligação relatada no vídeo. Claro que o mesmo não ocorre com o segundo exemplo, pois é uma distração muito bem armada, a atenção tem de ser extremamente alta para não ser pego em uma enganação desse tipo, são poucos os que estão preparados pra isso.
    Aproveitando o tópico sobre golpes, vou relatar uma situação que presenciei, não muito raramente existem outro tipo de golpe, que é aplicado por ”videntes”, ciganos, pai de santo, etc..
    No caminho de volta a minha casa sempre cruzo por uma praça, não é um dos ambientes mais seguros da cidade, sempre há relatos de alguma complicação como roubo ou furtos por ali, mas tudo durante a noite, pois durante o dia é até agradável e bem movimentado. Estava voltando para casa, há uns dois meses, e vi que no final da praça havia três mulheres ciganas, elas sempre ficam por lá tentando negociar inúmeros artigos ou lendo a mão das pessoas que passam, em troca de dinheiro.
    Uns metros a frente vi que uma delas estava sentada na grama, com uma mulher sentada de frente para ela, quando cheguei mais perto vi que a cigana estava ”lendo” a mão dessa pessoa. Oportunamente tinha um banco próximo as duas, então disfarçadamente fui até o banco e me sentei – a curiosidade foi forte – então comecei a ouvir a seguinte conversa:

    Cigana: Você está com muitas preocupações, está com uma preocupação especial com uma pessoa da sua família.
    Mulher: Sim, é verdade.
    Cigana: Essa pessoa está precisando da sua ajuda, muito mais agora nessa situação difícil.
    Mulher: Da minha ajuda? Como posso ajudar morando longe?
    Cigana: Existem muitas maneiras de ajudar, minha filha. Podemos fazer um trabalho para ele de limpeza espiritual.
    Mulher: Hm, mas como isso pode ser feito?
    Cigana: O trabalho custa 100 reais, nós precisamos de uma garrafa de vinho e um anel de ouro, qualquer um que você tenha.
    Mulher: Tudo bem, mas estou com pressa agora, podemos fazer depois?
    Cigana: Bom, aí é você que decide, ainda mais com essa pessoa se encontrando nessa situação.

    A mulher agradeceu, levantou, e foi embora. Creio que ela não deve ter voltado lá depois.
    Claro que a conversa não foi exatamente assim, mas lembro das partes que mais chamaram atenção.
    Percebi que nenhuma das afirmativas da cigana foi diretamente para a mulher, foram todas muito superficiais que servem para qualquer pessoa que queira dar sentido a elas: ”Você está com muitas preocupações” quem não está? ”ainda mais com essa pessoa nessa situação” nem ao menos disse se era ele ou ela, apenas ”essa pessoa” e ”essa situação”.
    Enfim, achei uma picaretagem bem grande, na verdade a cigana usou muitas afirmações que foram fornecidas pela própria ”cliente”.

    Obrigado pelo artigo Dr. Sergio.

    Abraços e até mais!

    Rogério B.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *