A história em nossa face

A história em nossa face.

Para quem estuda expressões faciais, é bastante interessante os “vestígios emocionais” que as marcas das rugas podem deixar em nossa face. Não trata-se de uma ciência exata, mas podemos perceber mudanças na face diante de eventos em um dado tempo.

Recomendamos que leia o artigo “Rugas: Os indicadores da ação facial” (clique aqui), pois o mesmo dará uma base do funcionamento fisiológico que ocorre em nossa pele.

No site Slate.com podemos ver tal fato de forma bem sistematizada. Observem algumas imagens de soldados antes, durante e depois de servir no Afeganistão, será que esta experiência (não agradável por sinal) os modificaram profundamente? E ainda, será possível perceber tais mudanças internas em sua face? Estes questionamentos  fascinaram Claire Felicie , que fotografou os rostos de 20 fuzileiros navais holandeses, antes, durante e depois da sua viagem de serviço no Afeganistão.

historia-marines08

Clique aqui para ver as fotos completas.

Analisando as expressões de marcas faciais antes e depois, podemos perceber que a experiência da guerra modificou seus traços faciais (e seus pensamentos?), entretanto, devemos ter em mente alguns critérios:

 

  • não é fato que as marcas em nossa face tenham se modificado exclusivamente por experiências que vivemos, fatores ambientais também são um forte agente modificador;
  • a expressão mostra uma possível experiência que vivenciamos, mas não necessariamente nosso estado atual: as coisas mudam;
  • não existe um tempo determinado para tais alterações;

Portanto, muito cuidado com as conclusões que tira diante da face alheia.

Até a próxima,

Edinaldo Oliveira


Visite as Seções do Portal:

 


Como citar este artigo:

Formato Documento Eletrônico (ABNT)

. A história em nossa face. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Disponível em < https://ibralc.com.br/a-historia-em-nossa-face/> . Acesso em 3 Dec 2016.

Formato Documento Eletrônico (APA)

. (). A história em nossa face. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Recuperado em 3 Dec 2016, de https://ibralc.com.br/a-historia-em-nossa-face/.

The following two tabs change content below.

Edinaldo Oliveira

Graduado em ADMINISTRAÇÃO - GESTÃO DE NEGÓCIOS pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Caruaru/PE (2005) e Pós-Graduado em Engenharia de Software pela mesma faculdade, em 2010, além de graduado em Gestão da Tecnologia da Informação, pela ESTÁCIO, em 2014. Diletante do campo da psicologia, com foco no estudo da comunicação não verbal, especialmente no que se refere as expressões faciais, e como esta ferramenta pode ser aplicada em diversas áreas, a saber: segurança, defesa, educação, vendas, nas organizações e na saúde. Além disto, é amante da astronomia, astrofotografia e fotografia.
Posted in Curiosidades and tagged .

4 Comments

  1. Fascinante o post, Edinaldo! Muito interessante!

    Dei uma olhada no site que vc indicou, sobre a diferença na face dos soldados antes e depois de terem io ao Afeganistão. Nossa, realmente é impressionante.

    • Obrigado Felipe…também achei bem interessante, pois graças ao trabalho de fotografia, podemos observar um grande intervalo de tempo de forma bem organizada…

      Abraço!

  2. Um dos melhores artigos que li aqui foi o: Rugas: Os indicadores da ação facial. E este, como complemento, o tornou ainda melhor.
    Parabéns, Edinaldo! E obrigado!

    Abraços!

    Rogério B.

    • Olá Rogério,

      Pois é…foi um complemento do artigo de rugas, lembrando que nossa história pode deixar vestígios faciais e uma oportunidade de ver isso, pelas fotografias.

      Abraço,

      Edinaldo

Deixe uma resposta