O que é Comunicação Não Verbal?

O que é Comunicação Não Verbal?

A comunicação é um intenso processo de interação no qual compartilhamos mensagens, idéias, emoções e com o qual podemos influenciar, decisivamente, o comportamento das pessoas. A pesquisa científica atual tem mostrado que a comunicação não verbal pode ter um impacto tão grande ou até mesmo maior do que aquilo que se diz.

Veja o Dr. Sergio Senna explicar aspectos importantes sobre a aprendizagem da interpretação da linguagem corporal.

Conhecer esses aspectos pode fazer bastante diferença na sua aprendizagem sobre a linguagem corporal.

Clique no vídeo:

Linguagem Corporal vale a pena?

 A Comunicação Não Verbal.

De forma geral, quando pensamos em comunicação, damos maior importância à verbalização. Parece que as palavras expressas têm uma concretude que não nos escapa à consciência. No entanto, existem outras dimensões comunicativas que são importantes para a compreensão dos fenômenos da linguagem, dos processos psicológicos e da interação entre os seres humanos.

A comunicação não verbal pode parecer abstrata, misteriosa e dependente de um complexo processo interpretativo. Entretanto, as pesquisas científicas atuais evidenciam que o seu uso competente é tão ou mais importante de que o domínio da linguagem verbal.

É difícil ter plena consciência de sua expressão, uma vez que muitas de suas manifestações estão ligadas ao funcionamento do nosso Sistema Nervoso Autônomo.

Se considerarmos que a compreensão da fala é apenas uma parte do processo comunicativo, torna-se possível entender que expressões e manifestações corporais são elementos essenciais em um processo mais amplo.


[srp widget_title=”” thumbnail_width=”200″ thumbnail_height=”110″ post_title_above_thumb=”no” post_type=”page” post_limit=”1″ post_content_type=”excerpt” post_content_length_mode=”fullcontent” post_date=”no” post_author_url=”no” post_category_link=”no” post_include=”10684″ title_string_break=”” string_break=”” rw_opt=”Array”]

Os quatro principais campos de estudo da comunicação não verbal.

Os campos de estudo da comunicação não verbal são variados e envolvem todas as manifestações de comportamento não expressas por palavras: os gestos; expressões faciais; orientações do corpo; as posturas; a aparência física; a relação de distância entre os indivíduos; a modulação da voz e, até mesmo, a organização dos objetos no espaço.

Clique em cada uma das áreas representadas no infográfico abaixo para conhecer detalhes:

Áreas da Comunicação Não Verbal

Paralinguagem - Linguagem Corporal Proxêmica - Linguagem Corporal Aparência Física - Linguagem Corporal Cinésica - Linguagem Corporal

 

A comunicação não verbal se divide em quatro principais áreas ou campos de estudo:

  • Proxêmica;
  • Estudo da aparência física;
  • Paralinguagem;
  • Cinésica.

As classificações podem variar um pouco dependendo do autor que a divulgue e você não deve se preocupar muito com isso. Alguns separam o estudo do toque, mas a rigor, se tem movimento (e toque tem) está abrangido pela Cinésica.

A proxêmica estuda como os seres humanos se organizam no espaço. Somos animais territoriais, então nossas salas, nossos objetos podem ser dispostos e utilizados de forma a comunicar significados. Quem já não encarou uma mesa de um chefe que a utilizava como uma “trincheira”?

O estudo da aparência física na comunicação não verbal não deve ser confundido com iniciativas como a Frenologia, ou mais recentemente a Fisiognomia. O que se avalia aqui é o impacto, a impressão que as características físicas causam no observador. Não é traçada nenhuma relação com a personalidade da pessoa que detém as características que estão sendo observadas. Essa é uma diferença fundamental do que se estuda hoje para o que Cesare Lombroso fazia. Para mais detalhes, vaja o artigo: Análise do Comportamento Não Verbal no qual explico que a análise do comportamento não verbal não é mágica. É reconhecer padrões!

A Paralinguagem estuda como as caraterísticas sonoras da voz podem influenciar o significado. Volume, tonalidade, velocidade, inserção de pausas e ruídos  influenciam e alteram os significados do que falamos. Se você ainda não tentou realize os nossos testes sobre as características da voz: Testes sobre a voz.


[srp widget_title=”” thumbnail_width=”200″ thumbnail_height=”110″ post_title_above_thumb=”no” post_type=”page” post_limit=”1″ post_content_type=”excerpt” post_content_length_mode=”fullcontent” post_date=”no” post_author_url=”no” post_category_link=”no” post_include=”5655″ title_string_break=”” string_break=”” rw_opt=”Array”]

Por fim, a Cinésica estuda tudo que tem movimento. Expressões faciais, posições e gestos são o seu objeto.

Percebeu como esse campo é muito grande e o que costumamos chamar genericamente de linguagem corporal é muito mais amplo e envolve muitas outras dimensões?

A comunicação não verbal sempre exerceu um grande fascínio sobre os seres humanos, pois existe uma aura de mistério em torno das habilidades necessárias para a sua interpretação consciente. Além disso, parece que, no imaginário humano, quando se observa e corretamente interpreta a comunicação não verbal, a pessoa tem acesso à verdade e às emoções efetivamente experimentadas.

Aconselho que você conheça mais sobre esse tema para saber das possibilidades e limitações das técnicas interpretativas hoje existentes.

Um abraço

Sergio Senna

Referências:

Birdwhistell, R. (1967). Some body motion elements accompanying Spoken American English. In L. Thayer (Ed.), Communication: concepts and perspectives. Washington: Spartan Books.

Birdwhistell, R.L. (1985) Kinesics and context: essays o n body motion communication . 4.ed. Philadelphia: University of Pensylvania Press.

Ekman, P & Friesen, W. (2003). Unmasking the face. Cambridge: Malor Books.

Knapp, M.L. (1972). Nonverbal communication in human interaction. New York: Holt, Rinehart and Winston.


Visite as Seções do Portal:

 


Como citar este artigo:

Formato Documento Eletrônico (ABNT)

PIRES, Sergio Fernandes Senna. O que é Comunicação Não Verbal?. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Disponível em < https://ibralc.com.br/comunicacao-nao-verbal/> . Acesso em 3 Dec 2016.

Formato Documento Eletrônico (APA)

Pires, Sergio Fernandes Senna. (2011). O que é Comunicação Não Verbal?. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Recuperado em 3 Dec 2016, de https://ibralc.com.br/comunicacao-nao-verbal/.

The following two tabs change content below.
Sergio Senna
Psicólogo, doutor em psicologia (UnB), possui diversas especializações na área de educação, segurança e políticas públicas. Tem larga experiência acadêmica e profissional na interpretação da linguagem corporal, presta assessoria institucional no Congresso Nacional e desenvolve trabalhos acadêmicos nas temáticas da análise da mentira e da linguagem corporal. Veja o currículo completo aqui!
Sergio Senna

Últimos posts de Sergio Senna (ver todos)

Posted in Comunicação Não Verbal, Conhecimento Básico and tagged , , , , , .

22 Comments

  1. Valeu Edinaldo Oliveira, vou ler esse sim. O livro de Ekman a esse respeito, eu só consegui em espanhol, estou com medo de interpreta-lo de forma distorcida por isso.

  2. Além disso, existe uma classificação geral dos gestos, que tentam atribuir a Ekman, mas é anterior a ele.

    Os principais gestos são:

    – Ilustradores;
    – Emblemas;
    – Adaptadores ou Manipuladores.

    Ilustradores são gestos que nos ajudam a contar a história. Falamos com as nossas mãos principalmente.

    Emblemas são gestos que possuem um significado negociado e conhecido coletivamente. Polegar para cima… quer dizer tudo bem.

    Adaptadores ou manipuladores são gestos que fazemos em direção ao nosso corpo ou a objetos. Esfregar as mãos, coçar, segurar botões, manga da camisa, tocar a orelha etc.

    O que esses gestos têm em comum é que costumam aparacer quando estamos estamos tensos. Daí alguns dizem que podem estar associados à mentira. Quem defende isso interpreta que MENTIRA=TENSÃO.

    Esse raciocínio aparece nas formulações do Dr. Ekman. Então, segundo essa abordagem, manipuladores podem ser indicadores de mentira ou de auto-conforto quando a situação “esquenta”.

  3. A propósito da sua pergunta, Neusi, temos uma série de artigos no Portal que tratam da teoria básica para quem quer entender de linguagem corporal.

    O primeiro deles é esse informado acima.

  4. Olá Sérgio, que bom você estar oferecendo a possibilidade de um curso no Rio de Janeiro conforme havia prometido. Já me inscrevi e espero que possa completar o grupo necessário para que seja possível a realização do curso.

    • Olá Luciana. muito obrigado. Essa é uma das iniciativas pioneiras no País. Não temos tradição na análise do comportamento não verbal.
      2012 reservará muitas novidades nesse campo.

      Um abraço e boas festas.
      Senna

  5. Olá Sérgio,

    Sou fonoaudióloga e trabalho com perícia ligada à comunicação humana. Gostaria de participar de seus cursos. Já me inscrevi no site,mas você teria uma ideia de data? Também dou aula e gostaria de deixar o período livre. Atenciosamente, Mônica.

  6. Olá Ségio, tudo bem? Infelizmente não poderei participar dos próximos cursos. Gostaria de saber sobre a possibilidade de ser realizado algum na região Sul Fluminense, ou quais serão as próximas localidades. Obrigada.

    • Prezada Angélica, obrigado pela sua pergunta.

      No momento näo temos planos de realizar os cursos na regiäo Sul Fluminense.
      Provavelmente, realizaremos um curso na cidade do Rio de Janeiro (minha terra natal) em 2012.

      Cadastre-se para receber nossos informativos e você será informada sobre isso.

      Um abraço
      Sergio Senna

    • Obrigada Sérgio, no Rio de Janeiro minha acessibilidade será maior e melhor. Já sou cadastrada. Aguardarei ansiosa mais notificações e um novo curso em 2012. Parabéns pela sua iniciativa e dedicação, já que é raro esse tipo de curso no Brasil. Abraço

  7. Olá,

    Achei bastante interessante:

    1. Site do Ph.D Freitas-Magalhães, estudioso das microexpressões e parceiro do Dr. Paul Ekman :: http://freitas-magalhaes.com/
    Ele possui excelentes livros.

    2. Laboratório de Expressão Facial da Emoção – Liderado pelo Prof Freitas, em Portugal. Aqui no Brasil acredito não termos algo semelhante, o que é uma pena. http://feelab2010.blogspot.com/

    Abraços,

    Edinaldo Junior

  8. Gostaria muito de entender a comunicação não verbal e corporal. Vou entrar sempre para, a cada dia, aprender mais sobre esse assunto que vocês dominam muito bem. Expresso a admiração de minha pessoa para com a de vocês.

    • Prezado Daniel, é sempre bom receber uma mensagem como a sua. Obrigado por expressar a sua opinião e pelas suas palavras de incentivo. Essa manifestação é importante para nós.

      Siga acompanhando nossas matérias e participando com seus comentários.

      Um abraço
      Sergio Senna

  9. Já li bastante sobre o assunto.
    É muito útil em várias áreas das ciências jurídicas, tal
    como na criminal, quando podemos determinar quando
    num interrogatório, o interrogado está “faltando com a
    verdade”. Este á apenas uma das ferramentas de
    utilidade da comunicação não verbal. Em sindicâncias,
    investigações, em tudo, inclusive no dia-a-dia…

    • Prezado Francisco, obrigado pelo seu comentário.

      Desenvolver habilidades em interpretar a linguagem corporal é realmente útil nas ciências jurídicas. Boa parte de nossos alunos desempenham atividades profissionais ligadas ao direito.
      Nesse contexto, torna-se mais uma fonte de indicadores para que as pessoas possam formar a sua convicção ou selecionar determinados aspectos para investigar, uma vez que, dificilmente, é possível investigar tudo.

      Siga postando os seus comentários e ajudando a construir nosso Portal.

      saudações
      Sergio Senna

Deixe uma resposta