Cultura, Self e Autonomia

Cultura, Self e Autonomia: bases para o compreender o comportamento intencional

Muitos estudos científicos sobre os aspectos psicológicos do comportamento humano desvelam aspectos e processos fundamentais para a compreensão da construção de significados e das práticas sociais a nós relacionadas.

cultura-autonomiaNesse contexto, é necessário destacar como o ser humano vem lidando a autonomia e a conquista de uma efetiva participação nos processos coletivos do dia-a-dia. Para tanto, se faz necessário realizar uma análise minuciosa e sistêmica dos processos envolvidos (Branco, 2003, 2006; Valsiner, 1989, 2007).

Além disso, a investigação acerca dos diversos controles sociais exercidos sobre nós se constitui em importante elemento para o entendimento mais amplo de questões referentes à autonomia e à participação social.

Esta série de artigos tem por objetivo trazer ao debate elementos do contexto sociocultural que influenciam a nossa participação social e como demonstramos nossas intenções, seja por meio da linguagem verbal, seja na utilização das diferentes modalidades de comunicação não verbal.

Necessariamente, nossa argumentação se apóiará em contribuições de diversos campos do saber como a História, a Sociologia, a Antropologia e o Direito, pois, de outra forma, não seria possível tratar com as diversas dimensões que são relevantes para a compreensão dos aspectos psicológicos do desenvolvimento humano.

A discussão abordará aspectos como autonomia, desenvolvimento moral, responsabilidade social, crenças, valores, práticas culturais e motivação, na qualidade de importantes dimensões para a compreensão do desenvolvimento humano, sob o ponto de vista da abordagem sociocultural construtivista.

Convido você a acompanhar nossos artigos que o ajudarão a entender um pouco mais sobre o maravilhoso campo do desenvolvimento humano, onde a comunicação, verbal e não verbal, é fundamental para a nossa construção como humanos.

Referências

Branco, A. U. (2003). Social development in social contexts: Cooperative and competitive interation patterns in peer interactions. Em J. Valsiner & K. J. Conolly (Orgs.). Handbook of developmental psychology (pp. 238-256). London: Sage.

Branco, A. U. (2006). Crenças e práticas culturais: co-construção e ontogênese de valores sociais. Revista Pro-Posicoes, 17, 139-155.

Valsiner, J. (1989). Human development and culture: The social nature of personality and its study. Lexington, MA: Lexington Books.

Valsiner J. (2007). Culture in minds and societies: Foundations of cultural psychology. New Delhi: Sage.


Visite as Seções do Portal:

 


Como citar este artigo:

Formato Documento Eletrônico (ABNT)

. Cultura, Self e Autonomia. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Disponível em < https://ibralc.com.br/cultura-self-e-autonomia-bases-para-o-compreender-o-comportamento-intencional/> . Acesso em 2 Dec 2016.

Formato Documento Eletrônico (APA)

. (). Cultura, Self e Autonomia. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Recuperado em 2 Dec 2016, de https://ibralc.com.br/cultura-self-e-autonomia-bases-para-o-compreender-o-comportamento-intencional/.

The following two tabs change content below.
Sergio Senna
Psicólogo, doutor em psicologia (UnB), possui diversas especializações na área de educação, segurança e políticas públicas. Tem larga experiência acadêmica e profissional na interpretação da linguagem corporal, presta assessoria institucional no Congresso Nacional e desenvolve trabalhos acadêmicos nas temáticas da análise da mentira e da linguagem corporal. Veja o currículo completo aqui!
Sergio Senna

Últimos posts de Sergio Senna (ver todos)

Posted in Valores and tagged , , .

Deixe uma resposta