Fisiologia do cérebro humano

A fisiologia do cérebro humano

A década de 90 experimentou um investimento maciço na pesquisa sobre a fisiologia do sistema nervoso humano. No início desse período, o presidente George Bush proclamou-a como a década do cérebro.

Desde então, muitas recursos de diversos países têm financiado a maior corrida em busca do conhecimento já vista na face da Terra. A pesquisa e o interesse em neurociências tem crescido em resposta às necessidades cotidianas, sejam técnico-científicas, sejam medicinais-terapêuticas, pois centenas de milhares de seres humanos padecem de distúrbios ligados ao mal funcionamento do sistema nervoso e da mente.

O campo para esse estudo é vastíssimo e virtualmente inesgotável. O conhecimento acumulado até os nossos dias é apenas uma pequena fração daquilo que necessitamos saber.

A percepção de que existe um mar de conhecimentos em oceanos de  incertezas nos aconselha a adotar uma atitude cautelosa, pois nessa série de artigos sobre a fisiologia do Sistema Nervoso Humano estaremos expondo teorias e estudos que ainda estão em andamento ou que, de alguma forma, podem ser contestados.

O avanço da fisiologia nas neurociências

O acelerado avanço experimentado na pesquisa do cérebro se deve ao esforço incansável de equipes transdisciplinares:

 

  • os neurobiologistas e neurofisiologistas que estudam a atividade elétrica do cérebro e sua correlação com os processos mentais. Através de novas tecnologias como a Ressonância Magnética Funcional pode-se estudar a atividade nas diferentes partes de cérebro durante os diversos estados comportamentais;

  • os psiquiatras e psicólogos que utilizam-se das novas técnicas para realizar o diagnóstico e tratamento dos transtornos mentais;

  • os neurofarmacologistas que estão levantando a bioquímica cerebral. Os estudos nessa área são fundamentais para que novas drogas possam ser criadas, tendo em vista o alívio ou a cura de variados tipos de enfermidades como o mal de Parkinson, por exemplo. Novos neurotransmissores são descobertos e a química cerebral vai, aos poucos, sendo desvendada, compreendida e controlada; e

  • os neurologistas e neurocirurgiões que têm explorado o cérebro vivo, através de imagens assistidas por computador, ampliando mais ainda o conhecimento existente. 

[one_half]
Diante de tão grande avanço, entendo que os pesquisadores das teorias socioculturais devem adotar uma postura de colaboração com as neurociências.

O funcionamento de nosso organismo e os processos psicológicos básicos (em grande parte não conscientes) seguem ativamente atuando em nosso psiquismo no contexto de nossas funções mentais superiores.

 

Por isso iniciamos essa série de artigos nos quais faremos uma breve exposição dos fundamentos sobre a fisiologia do sistema nervoso humano, do seu desenvolvimento e das bases biológicas que dão suporte ao nosso psiquismo.

Utilize a seleção de artigos na parte superior direita desta postagem para navegar nos demais itens da série.

Como citar este artigo:

 Formato Documento Eletrônico (ABNT)

PIRES, Sergio Fernandes Senna. [post-name]. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Disponível em < https://ibralc.com.br/fisiologia-cerebro-humano/> . Acesso em [data-php].

Formato Documento Eletrônico (APA)

Pires, Sergio Fernandes Senna. (2012). [post-name]. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Recuperado em [data-php], de https://ibralc.com.br/fisiologia-cerebro-humano/.

 

Bons estudos.

Sergio Senna

 Fisiologia do Cérebro

 


Visite as Seções do Portal:

 


Como citar este artigo:

Formato Documento Eletrônico (ABNT)

. Fisiologia do cérebro humano. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Disponível em < https://ibralc.com.br/fisiologia-cerebro-humano/> . Acesso em 2 Dec 2016.

Formato Documento Eletrônico (APA)

. (). Fisiologia do cérebro humano. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Recuperado em 2 Dec 2016, de https://ibralc.com.br/fisiologia-cerebro-humano/.

The following two tabs change content below.
Sergio Senna
Psicólogo, doutor em psicologia (UnB), possui diversas especializações na área de educação, segurança e políticas públicas. Tem larga experiência acadêmica e profissional na interpretação da linguagem corporal, presta assessoria institucional no Congresso Nacional e desenvolve trabalhos acadêmicos nas temáticas da análise da mentira e da linguagem corporal. Veja o currículo completo aqui!
Sergio Senna

Últimos posts de Sergio Senna (ver todos)

Posted in Fisiologia e Linguagem Corporal and tagged , , .

8 Comments

  1. Ótimo artigo introdutório! Muito simples e informativo.
    Espero que os que estamos planejando ampliem de forma bem rica esse assunto!

    Abraço!

    • Obrigado Felipe, vamos caminhando para agregarmos o máximo de artigos nesse tema.

      Abraço
      Sergio Senna

  2. Caro Sergio,
    Durante quase 10 anos ministrei aulas de Neurofisiologia, disciplina obrigatória do Curso de Psicologia no Centro Universitário de Brasília, quando tive o prazer de conhecê-lo. Na época, o material editado nobre psiconeurofisiologia em livros tradicionais era o be-a-bá da da Fisiologia, mas as publicações em revistas científicas ganhavam muito espaço, com o avanço da ciência.
    Hoje congratulo-me ao lembrar que sempre ressaltava aos estudantes que aquelas informações eram o que se sabia até então, mas que nos próximos 10 ou 20 anos tudo poderia ter mudado em consequencia das novas descobertas, e brincava: – “Não digam no futuro que que sua professora ensinou errado. Digam que era assim que se acreditava ser e que hoje a ciência já comprovou que é diferente”. Bendita predição!
    Hoje estou afastada do estudo sistemático das neurociências, dedicando-me a fundo na prática da psicologia clínica. Fico feliz de ter fomentado o seu interesse no assunto, a ponto de poder dizer sem receio de que você é o típico caso do aluno que superou o mestre! Continue escrevendo, pois ainda temos muito o que aprender com você!
    Um abraço

    Ana Lucia Palma

    • Olá Ana, obrigado pelas suas palavras gentis.

      Fico muito feliz com a sua participação aqui no Portal.

      Um abraço
      Sergio

    • Olá Ariana, é uma alegria receber um comentário seu.

      Eu já queria escrever sobre isso para os nossos leitores uma vez que esse assunto é de extrema importância para aqueles que desejam entender mais profundamente, por exemplo, os sinais da mentira.

      Juntei os meus resumos de estudo e iniciei essa série que espero seja bem proveitosa para todos. A cada semana lançarei um ou dois artigos onde abordarei diferentes aspectos da fisiologia do sistema nervoso.

      Mais adiante, iniciarei também uma série sobre personalidade, que é outro tema intimamente relacionado à análise do comportamento não verbal.

      Siga acompanhando nossas matérias.
      Um abraço
      Sergio Senna

  3. Olá,

    Excelente temática Dr. Sérgio…sempre gostei muito do tema, agora terei uma chance de aprofundar nele.

    Acredito que ele desperte bastante interesse nos visitantes do portal.

    Abraço,

    Edinaldo

    • Obrigado Edinaldo, essa é a intenção.

      Explicar de uma forma fácil, aspectos do funcionamento do sistema nervoso que tenham relação com a comunicação não verbal.

      Esse era um pedido antigo de nossos leitores, que agora poderemos atender através dessa série.

      Um abraço
      Sergio Senna

Deixe uma resposta