Lie to Me – Primeiro Episódio

Lie to Me - IBRALCUniversalidade das expressões faciais, habilidade natural para reconhecer emoções e as modificações fisiológicas do nosso corpo quando mentimos é o que você vai ver nesse episódio. O piloto é um dos mais interessantes da série. Prepare-se para assistir muitas cenas em close e repetições em câmera lenta, pois essas são características da série. É difícil escrever sem revelar o conteúdo, mas vou me esforçar para que você se surpreenda com essa excelente série que traz ao mundo do entretenimento esse intrigante tema da linguagem corporal.

Interpretar a linguagem corporal não é como ter uma bola de cristal, onde se vê o futuro. Dominar esse tema é como ter acesso a outro idioma, a partir do qual passamos a dispor de mais informações.

O primeiro episódio trata de assuntos que vêm sendo pesquisados pela ciência há algumas décadas

  • habilidades naturais em reconhecer a linguagem corporal;
  • microexpressões;
  • alterações no sistema nervoso autônomo e
  • o aumento da carga cognitiva quando se mente.

 

As expressões faciais são universais?

Além disso, introduz uma grande polêmica: existem expressões faciais universais?

Sobre esse primeiro tópico é possível afirmar que não há uma posição unânime. O Dr. Paul Ekman passou sua vida acadêmica perseguindo o objetivo de demonstrar que existem algumas emoções básicas que seriam percebidas da mesma forma por todos os seres humanos, independentemente da sua cultura. São elas:

  • Alegria;
  • Medo;
  • Surpresa;
  • Nojo;
  • Despreza;
  • Raiva;
  • Tristeza.
Emoções Básicas - IBRALC

Apesar de existirem muitas evidências que apoiem essa hipótese, esse  assunto é palco de disputa entre os cientistas.

Sobre esse tema, veja o nosso artigo:


Faces - Linguagem Corporal - IBRALC

Expressões Faciais são Universais?

As expressões faciais são universais? A primeira abordagem moderna sobre a possível relação entre a dinâmica da face e as emoções foi realizada por Charles Darwin, em 1872, no seu livro As Expressões das Emoções ...
Leia Mais

 

Reconhecer emoções é habilidade natural?

Já debatemos esse t em nossa matéria “RECONHECER EMOÇÕES: HABILIDADE NATURAL OU APRENDIDA?“. É fato que existem pessoas que possuem uma habilidade natural para reconhecer a linguagem corporal. A pesquisa científica identificou que, normalmente, são pessoas que precisaram conviver em ambientes nos quais a identificação antecipada das emoções era crucial. Um exemplo disso é a pessoa que vive em um ambiente violento e tem que perceber se suas palavras ou atos vão trazer algum prejuízo. Nesse contexto, observar a reação dos interlocutores se torna um hábito que é desenvolvido e treinado ao longo da vida.

O episódio mostra muitas microexpressões faciais que revelam emoções. Você verá closes de muitos indicadores dessas emoções. Além disso, trata das alterações do sistema nervoso autônomo. Nossas emoções estão diretamente relacionadas ao nosso sistema nervoso. Esfriamento das mãos, dilatação e contração das pupilas, aumento e diminuição da respiração entre outros sinais visíveis, indicam alterações em nossas emoções.

 

Mentir altera o funcionamento do nosso corpo

Outro aspecto explorado no episódio é o que se chama carga cognitiva. Mentir não é fácil, acredite. Mentir de forma convincente é mais difícil ainda. É necessário criar um história, pensar em detalhes, tudo isso precisa fazer sentido. Os detalhes como horários, lugares etc têm que encaixar perfeitamente e tudo isso aumenta o trabalho cognitivo de criação da versão para que tudo se encaixe. Consequentemente, assim como um computador sobrecarregado, o mentiroso tende a ficar mais lento, fugir dos detalhes, manter-se afastado dos fatos e das pessoas e manter as versões o mais “eNxutas” possível.

Em minha opinião, o tema mais importante tratado nesse episódio é o questionamento sobre as razões da mentira. Descobrir que alguém está mentindo é relativamente fácil se você estiver habilitado para isso. O difícil é saber por que a pessoa está mentindo, pois essa é uma informação que somente a própria pessoa pode revelar.

Sobre a mentira, você pode se interessar por essas matérias:

Não Existe Mentira Inocente;

A Mentira e Três Coisas que Você precisa Saber

Não Existe um Único e Definitivo Sinal da Mentira

Divirta-se com esse episódio e continue acompanhando os nossos comentários semanais.

Um abraço

Sergio Senna


Artigo Original: 15 de fevereiro de 2011

Atualização: 28 de junho de 2016


Visite as Seções do Portal:

 


Como citar este artigo:

Formato Documento Eletrônico (ABNT)

PIRES, Sergio Fernandes Senna. Lie to Me – Primeiro Episódio. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Disponível em < https://ibralc.com.br/lie-to-me-primeiro-episodio/> . Acesso em 3 Dec 2016.

Formato Documento Eletrônico (APA)

Pires, Sergio Fernandes Senna. (2011). Lie to Me – Primeiro Episódio. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Recuperado em 3 Dec 2016, de https://ibralc.com.br/lie-to-me-primeiro-episodio/.

The following two tabs change content below.
Sergio Senna
Psicólogo, doutor em psicologia (UnB), possui diversas especializações na área de educação, segurança e políticas públicas. Tem larga experiência acadêmica e profissional na interpretação da linguagem corporal, presta assessoria institucional no Congresso Nacional e desenvolve trabalhos acadêmicos nas temáticas da análise da mentira e da linguagem corporal. Veja o currículo completo aqui!
Sergio Senna

Últimos posts de Sergio Senna (ver todos)

Posted in Lie to Me - Primeira Temporada and tagged , , , , , , .

Deixe uma resposta