Lie to Me serve para aprender a interpretar linguagem corporal?

Diversas vezes já me perguntaram se assistir episódios do seriado Lie To Me ajuda a interpretar a linguagem corporal. Nesse artigo, vou sintetizar as respostas que ofereço aos meus alunos e conhecidos.

Lie to MePara uma compreensão melhor dessa questão, é necessário lembrar que o seriado Lie to Me é uma obra de ficção, cujo propósito principal é entreter as pessoas. Muitos fãs acreditam que a colaboração do Dr. Paul Ekman (que ninguém sabe ao certo qual foi, além de um obscuro título de “consultor”) torna o conteúdo dos episódios 100% científicos, o que não é necessariamente verdade.

Ademais, um episódio de um seriado não dispõe de tempo suficiente para expor todos os detalhes necessários e os roteiristas e a equipe de produção podem sofrer a tentação de dar dicas rápidas visando ao desenvolvimento do show, sem compromisso com o rigor técnico. Como se trata de uma obra de entretenimento, não vejo nada de errado em “encurtar o caminho” para caber no tempo do episódio. Errado seria eu ensinar meus alunos dessa forma…..

Nesse contexto, penso que seria esperar muito do seriado que, além de entreter, fosse pedagógico no ensino da análise do comportamento.

Nos episódios da série, é comum que o Dr. Carl Lightman resolva casos intrincados em pouco tempo, tire conclusões a partir de poucos ou de até mesmo um detalhe e consiga sempre “a verdade”.

Esse cuidado é necessário devido a muitas variáveis que podem interferir em nossas observações, como patologias relacionadas à motricidade de nossos músculos faciais (e não são poucas) e mesmo a particularidades no comportamento não verbal das pessoas.

Na vida real não é bem assim. Muitas vezes, um único indicador nos chama a atenção para certa pessoa, para certo momento de sua fala ou de suas reações emocionais. Esse sim é uma utilização correta de um indicador, prestar mais atenção em determinado aspecto, priorizar falas ou momentos das pessoas.

Esse indicador é a deixa para que investiguemos mais aquele aspecto, mas nunca para concluirmos definitivamente a partir dele, exclusivamente.

Feitas essas considerações, posso dizer que existem muitos motivos para que uma pessoa não apresente emoções na face. É necessário lembrar dos muitos tipos de paralisia facial, uma quantidade considerável de síndromes que afetam nossas emoções e a sua expressão, como a Síndrome de Moebius, cujas pessoas acometidas por ela não sorriem (mas experimentam a alegria como qualquer um de nós). Veja um vídeo sobre essa síndrome:

A jovem que dá o seu depoimento no vídeo tem uma paralisia severa. Entretanto, há diversos graus de paralisia, o que pode complicar a identificação de indicadores na face.

Além disso, cada dia aparece uma maluquice atrás da outra no que diz respeito á análise do comportamento não verbal. Tem gente que gostaria de reconhecer um psicopata somente olhando para ele. Infelizmente, isso não é possível e nem é tão simples assim…. Leia o nosso artigo: O que uma pessoa precisa para ser especialista em linguagem corporal?

O diagnóstico da psicopatia é um desafio mesmo para psicólogos e psiquiatras experientes e conhecedores das técnicas adequadas. Então, me parece um pouco irresponsável chegar a uma conclusão tão gravosa com base em apenas esse indicador. Além disso, muitos psicopatas conhecidos, que foram sujeitos de estudos clínicos, se mostraram capazes de reproduzir o display de certas emoções de forma muito convincente, mesmo sem as experimentarem da mesma forma como nós as vivenciamos.

Para mim, essa constatação é suficiente para adotarmos cautela nessas avaliações e evitarmos essas “dicas rápidas”, deixando a realização do diagnóstico para profissionais devidamente habilitados e que trabalhem com psicodiagnóstico.

Lembre-se que para ser um bom analista do comportamento não verbal são necessários conhecimentos técnicos, capacidades avançadas de observação e muita cautela e paciência. O seriado foi ótimo para despertar o seu interesse e não é à toa que não passou da terceira temporada. Então, não fique apenas no Lie to Me. Busque uma capacitação adequada.

Um abraço

Sergio Senna

 


Visite as Seções do Portal:

 


Como citar este artigo:

Formato Documento Eletrônico (ABNT)

PIRES, Sergio Fernandes Senna. Lie to Me serve para aprender a interpretar linguagem corporal?. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Disponível em < https://ibralc.com.br/lie-to-me-serve-para-aprender-a-interpretar-linguagem-corporal/> . Acesso em 2 Dec 2016.

Formato Documento Eletrônico (APA)

Pires, Sergio Fernandes Senna. (2013). Lie to Me serve para aprender a interpretar linguagem corporal?. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Recuperado em 2 Dec 2016, de https://ibralc.com.br/lie-to-me-serve-para-aprender-a-interpretar-linguagem-corporal/.

The following two tabs change content below.
Sergio Senna
Psicólogo, doutor em psicologia (UnB), possui diversas especializações na área de educação, segurança e políticas públicas. Tem larga experiência acadêmica e profissional na interpretação da linguagem corporal, presta assessoria institucional no Congresso Nacional e desenvolve trabalhos acadêmicos nas temáticas da análise da mentira e da linguagem corporal. Veja o currículo completo aqui!
Sergio Senna

Últimos posts de Sergio Senna (ver todos)

Posted in A Mentira and tagged , , , , , , , , , , .

7 Comments

  1. Pode ser que alguém não tenha todo o aparato teórico de um curso de graduação em psicologia e todo os estudo de livros e práxis. Porém, para pessoas com dons diferentes, lie to me da um norte. Não serve para ensinar você a se tornar um mestre em algo. Mas lapida bem certos conhecimentos, até mesmo porque lá está sintetizado. Em resumo: quando estudamos para um concurso temos dois caminhos. Livros densos ou resumos. Lie to me é um resumo do resumo. Certamente sem outros conhecimentos o seriado é inútil. Porém possui base científica, certamente. Ah, e variáveis, até mesmo a tendência do observador, ao fazer um comentário, é um variável. Não existe comportamento totalmente universal. Qualquer resposta concreta exige um certo convívio para a observação de padrões unicos. Mas, os padrões universais ajudam e muito para um início de observação. Abraço.

  2. Bom dia, sr. Sergio,

    Gostaria de realizar os cursos propostos pela instituição, entretanto, moro em Belo Horizonte e o deslocamento até SP ou Brasília se torna difícil. Possuo amigos que se interessam em fazê-los, que já são psicólogos formados. Portanto, peço-lhe, por gentileza, que pense na possibilidade em visitar a capital mineira, pois aguardo ansiosamente para adquirir mais conhecimento nesses assuntos.

    • Prezada Ana Paula, obrigado pelo seu comentário.

      Pensarei no assunto, mas não há planos de realizarmos cursos a não ser em SP. A turma de Brasília é uma excepcionalidade. A última vez que fizemos o curso em BH tínhamos 60 interessados. Contratamos toda a estrutura e iniciamos a venda. Final da história, dos 60 interessados, 3 pessoas fizeram a matrícula. Foi a única vez em que isso ocorreu. Conforme consta aqui, não cancelamos turmas. Se houver uma pessoa, o curso é realizado. Entretanto, o prejuízo foi grande.

      Nossa sistemática atual é fazer cursos em São Paulo. Programe-se para ir lá. As passagens aéreas entre as duas cidades não custam caro. Você pode ir e voltar no mesmo sábado. Alguns alunos já fizeram isso.

      Att Sergio Senna

  3. Sobre o seriado Lie To me, é possível tirar alguns conhecimentos a respeito da linguagem corporal?
    o que seria verdade e invenção?

  4. Desculpe discordar desse texto mais.
    O seriado lie to me pode não ter uma base cientifica da história e do personagem mais sim trás muitas tecnicas e dicas para identificar a linguagem corporal, não estou dizendo que o seriado seja essas coisas todas, mas serve muito para orientar pelomenos.

    E como a maioria dos sites querem obter lucros, vai dizer que o seriado
    não vale como base de ensino, eu discordo completamente!

    • Prezado Phyllipe, não há do que se desculpar.
      Entretanto eu esperava que você apresentasse algum estudo ou evidência que desse suporte à sua opinião.
      Eu apresentei evidências científicas de que não é tão proveitoso assistir Lie to Me quanto as pessoas pensam, mas é um interessante entretenimento…..
      Siga postando suas opiniões.
      Abraço
      Sergio Senna

Deixe uma resposta