Observar o movimento dos olhos não vai te ajudar!

PNL e movimento ocularA Programação Neuro-Linguística (PNL) afirma que certos movimentos oculares são indicadores confiáveis ​​para você descobrir quem está mentindo. Nesse contexto, é ensinado que olhar para o seu direito sugere uma mentira enquanto olhando para cima à sua esquerda é indicativo de dizer a verdade. Para entender melhor veja o nosso artigo detalhado: Você identifica a mentira pelo movimento dos olhos?

Apesar da crença generalizada neste mito, diversas pesquisas científicas questionam a sua validade. Conheça três delas:


1 No primeiro estudo, os pesquisadores identificaram os movimentos dos olhos de quem estava mentindo ou dizendo a verdade, entretanto eles não correspondem a padronização PNL.


2 No próximo estudo, um grupo de participantes foi informados sobre a hipótese da suposta relação do movimento ocular e a mentira, enquanto um segundo grupo de controle não recebeu essa informação. Ambos os grupos, em seguida, conduziram um teste de detecção de mentira. Não foram levantadas diferenças significativas entre os resultados dos dois grupos.


3 O terceiro estudo envolveu codificação dos movimentos oculares de mentirosos e de pessoas verazes que participaram de conferências de imprensa na vida real. Mais uma vez, não foram descobertas diferenças significativas.

 

Tomados em conjunto os resultados dos três estudos deixam claro que identificar a mentira pelo movimento ocular não ´vai te ajudar muito a acertar…..

Conheça o relatório do estudo (em inglês): The Eyes Don’t Have It: Lie Detection and Neuro-Linguistic Programming

Muita gente continua insistindo que essa dica funciona…. Meu papel é simples aqui, mostrar para você os estudos científicos mais recentes e eles não indicam que você se sairá bem observando o movimento dos olhos de alguém!

Um abraço

Sergio Senna


Visite as Seções do Portal:

 


Como citar este artigo:

Formato Documento Eletrônico (ABNT)

PIRES, Sergio Fernandes Senna. Observar o movimento dos olhos não vai te ajudar!. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Disponível em < https://ibralc.com.br/observar-o-movimento-dos-olhos-nao-vai-te-ajudar/> . Acesso em 2 Dec 2016.

Formato Documento Eletrônico (APA)

Pires, Sergio Fernandes Senna. (2014). Observar o movimento dos olhos não vai te ajudar!. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Recuperado em 2 Dec 2016, de https://ibralc.com.br/observar-o-movimento-dos-olhos-nao-vai-te-ajudar/.

The following two tabs change content below.
Sergio Senna
Psicólogo, doutor em psicologia (UnB), possui diversas especializações na área de educação, segurança e políticas públicas. Tem larga experiência acadêmica e profissional na interpretação da linguagem corporal, presta assessoria institucional no Congresso Nacional e desenvolve trabalhos acadêmicos nas temáticas da análise da mentira e da linguagem corporal. Veja o currículo completo aqui!
Sergio Senna

Últimos posts de Sergio Senna (ver todos)

Posted in A Mentira, Coaching, Mitos, News and tagged , , , .

9 Comments

  1. Oi professor, existe um vídeo em que essa teoria de que movimentos oculares possam indicar mentira me pareceu mais convincente. Por isso gostaria de – se possível – obter uma opinião sua sobre o comportamento não usual do ex presidente Lula, quando ele fez um pronunciamento se desculpando pelo Mensalão (12/08/2005). Na primeira parte do pronunciamento, é perceptível que o orador revira os olhos com frequência incomum. Só ao se desculpar, Lula passa a encarar a câmera. Confesso que nunca percebi o mesmo comportamento em nenhum outro vídeo em que o ex presidente aparece. Achei isso um fato bem curioso e – agora – diante das informações de que os movimentos oculares não são confiáveis como indício de mentira, adoraria saber sua opinião sobre o caso. Abraços

  2. Olá Sérgio!!! Assunto sempre polêmico…e ainda insistem muito nessa dica.

    O problema é que este tipo de “bizú” se espalhou muito rapidamente, vejo principalmente em filmes, sempre validando este tipo de técnica, o que é uma pena, além é claro, de inúmeros livros prometendo atalhos para descobrir a verdade…lamentável.

    Abraço!

    Edinaldo Oliveira

  3. Se fosse tão fácil, todos seríamos detectores de mentiras humanos.
    Dando um passo pra trás e tendo uma visão geral sobre essa tese fica um pouco mais claro perceber que isso não faz muito sentido.
    Fazendo um exercício tirado da teoria dos jogos – colocar-se no lugar de outra pessoa – qual mentiroso ou golpista faria esse movimento com os olhos sabendo que pode ser tão facilmente identificado?
    Suponhamos que seu objetivo fosse enganar, ludibriar ou mentir. Você faria tais movimentos com os olhos correndo o risco de ser facilmente pego no flagra? Ou tentaria ao máximo evitar fazê-los?
    Não existem fórmulas mágicas para identificar mentirosos, não é um livro de auto-ajuda que irá ensiná-lo todas as maneiras de fazer isso, tampouco um estudo sem um bom histórico de pesquisa sobre o assunto.
    Como a maioria que começa a se interessar por este campo de estudo, bati muito em artigos desse tipo e alguns ainda mais falaciosos do que esse, mas sempre devemos ter o senso crítico ligado pra não cairmos tão facilmente nessas enganações ou em estudos sem muitas bases científicas.
    Lembrando uma situação que passei há tempos, estava conversando com uma paciente que simplesmente não manteve muito o olhar em mim olhou para a esquerda, direita, baixo, cima… o que eu deveria deduzir disso? Que ela mente muito? Imagina muito? Inventa muito? Conversa demais com ela mesma? Seria deveras estranho, além do mais todas as informações que ela me passou bateram com as que eu já possuía no seu histórico de exames, ou seja, não mentiu uma vez sequer.

    ABRAÇOS!

    Seguimos estudando sempre!

  4. Acredito que a movimentação dos olhos não seja uma maneira eficiente de detectar a mentira. Em situações muito especificas pode ser que funcione, somente se o interlocutor souber fazer as perguntas corretamente.

    Apesar disso acho que é vale a pena observar para ajudar analisar o que se passa na cabeça do outro.

    • Olá Pedro, obrigado pela sua participação. Gostaria de acrescentar algumas considerações ao que você já comentou.

      1. Conforme as pesquisas científicas foram questionando a utilização dos movimentos dos olhos para a detecção da mentira proposta pela PNL, as versões de como usar a técnica foram sendo alteradas.

      Quanto mais se questiona e fica mais difícil de sustentar diante das fartas evidências de que isso é uma bobagem, as explicações ficam cada vez mais flexíveis, remetendo a cada sujeito uma maneira peculiar de movimentar os olhos.

      2. Nesse contexto, vale a pena lembrar que o pano de fundo dessa técnica é a lateralidade do cérebro e as áreas cerebrais da memória e da linguagem. Essas áreas não mudam de pessoa para pessoa. Então, segundo a PNL, a técnica tem que funcionar segunda a ilustração abaixo:

      PNL, movimento dos olhos e a mentira.

      A solução que propõe que cada pessoa tem um padrão, surgiu depois para iludir os incautos e oferecer uma saída para a não constatação do padrão inicialmente indicado.

      3. Observar o padrão individual é, realmente, uma boa saída e tem relação com outro conceito – LINHA DE BASE E OBSERVAÇÃO DE MUDANÇAS COMPORTAMENTAIS – que você pode conhecer melhor no artigo de Edinaldo Oliveira.

      Análise do comportamento não verbal e a linha de base

      Mas lembre-se: ISSO NÃO É O INICIALMENTE PROPOSTO PELA PNL E NÃO TEM LIGAÇÃO COM LATERALIDADE OU ÁREAS CEREBRAIS E SIM COM AS ALTERAÇÕES DO REPERTÓRIO COMPORTAMENTAL DE CADA INDIVÍDUO DENTRO DE CERTOS CONTEXTOS.

      Recomendo aos nossos leitores que sejam bem analíticos e não se apaixonem por qualquer solução ou técnica que seja. Uma das chaves para o sucesso na observação do comportamento humano é a utilização de técnicas corretas com o máximo de distanciamento possível. Observem sempre o que os estudos científicos indicam e todos serão muito bem sucedidos.

      Um abraço e continue participando.
      Sergio Senna

  5. Muito interessante o artigo, Dr. Senna.
    É importante a discussão de assuntos como estes, realmente, para que as pessoas não pensem que existem fórmulas mágicas para as questões relacionadas ao ser humano. Tanto que, como movimentos oculares superiores direitos, indicam memória visual, como mostra a figura compartilhada acima, é importante lembrar que a pessoa pode estar lembrando de história previamente inventada para tentar convencer o outro.
    Aproveito para pedir que possa nos oferecer as fontes das três pesquisas citadas, tenho grande interesse conhecer mais sobre elas, certamente como todos os outros leitores assíduos de sua página.
    Novamente, parabéns pelo espaço dedicado à reflexão.
    Abraços.

    • Olá Italys, obrigado por mais participação. Se você leu o artigo com atenção, deve ter percebido que existe uma link para o relatório original da pesquisa. Qualquer dúvida, volte a comentar.
      Um abraço
      Sergio Senna

    • Ah sim… reparei o link, mas como não o li ainda, acreditei que as 3 eram pesquisas encontradas em momentos diferentes.
      Obrigado novamente pelo conteúdo.
      Um abraço

Deixe uma resposta