Rugas: Os indicadores da ação facial

Rugas: Os indicadores da ação facial

 

Conhecer as rugas da face é de fundamental importância para a correta análise das expressões faciais.

Normalmente, denominamos de rugas os sulcos ou pregas que vemos na pele.

O envelhecimento natural ou envelhecimento cronológico é o desgaste fisiológico que vai ocorrendo em nosso corpo com o passar dos anos. Existe uma diminuição das defesas orgânicas que combatem constantes agressões que atacam nosso organismo. Em nossa pele, esse processo afeta principalmente as células e matriz extra celular.

Fisiologia das rugas

rugas-progeria

O envelhecimento precoce ou acelerado é induzido por agressões externas principalmente o sol, fumo, a poluição e uma alimentação desequilibrada.

Como exemplificação, a foto ao lado mostra uma doença degenerativa chamada Progéria que consiste no envelhecimento precoce da pessoa. Note que o sujeito da foto não tem mais de 12 anos de idade.

 

Entre os fatores de formação das rugas encontramos:

a) diminuição da camada de gordura mais profunda;
b) diminuição do tamanho das células que compõem a derme e do seu conteúdo hídrico; e
c) alterações do colágeno e das fibras elásticas.

 

Além disso, o aparecimento de rugas pode depender:

d) das características genéticas;
e) da exposição aos raios solares;
f) da utilização de fumo ou a exposição à fumaça de cigarro;
g) da alimentação inadequada (carente sobretudo de vitaminas A, C, E e ácido fólico) e com alto teor de gordura/sal;
h) da pouca hidratação;
i) do consumo excessivo de álcool; e
j) do processo natural de envelhecimento.

 

Desde que nascemos, iniciamos o processo de envelhecimento, que se dá de forma gradual e não poupa nenhum tecido.

Tipos de rugas

rugas-1As rugas finas ou ondulações devem-se ao adelgaçamento da epiderme e da derme superior criando um tipo de tecido parecido com papel de cigarro que se dobra com facilidade resultando em rugas entrecortadas.

As rugas relacionadas com músculos são causadas por movimentos repetidos que criam marcas na epiderme e na maior parte da derme.

As rugas sanfonadas devem-se à pele frouxa excedente com atrofia da epiderme, derme e tecido subcutâneo.

As pregas são devidas à queda da pele e dos músculos adjacentes causadas pela ação da gravidade.

Na face, as fibras musculares estão ligadas diretamente à pele (derme) e, consequentemente, as rugas faciais vão se formando, ou pelos menos aumentadas, durante a atividade muscular associada a certas pressões faciais.

Categorias de rugas

– Rugas dinâmicas ou linhas de expressão: são decorrentes de movimentos repetitivos dos músculos de expressão facial só aparecem com o movimento.

– Rugas chamadas estáticas, pois aparecem na ausência do movimento e representam a fadiga das estruturas que compões a pele.– Rugas gravitacionais são rugas estáticas que decorrem do envelhecimento resultando na queda das estruturas da face.

 

rugas-lip-linesÉ importante ressaltar que as rugas dinâmicas se formam durante o movimento (o que interessa ao nosso estudo) e que devido a essa repetição ao longo dos anos, as tornam em rugas estáticas.

Regiões de aparecimento das rugas

Principais regiões de aparecimento das rugas dinâmicas e estáticas: ao redor dos olhos, horizontais na fronte, glabelares verticais, sulco nasogeniano (do nariz do lábio), pequenas rugas peribucais.

Classificação do Envelhecimento Facial

Grau Rugas Alterações Cutâneas Alterações Musculares Idade aproximada
I Rugas imperceptíveis Fotoenvelhecimento leve
Rugas superficiais leves e imperceptíveis
Alterações pigmentares leves
Sem alterações 20 a 30 anos
II Rugas dinâmicas Fotoenvelhecimento leve a moderado
Lesões senis leves
Rugas dinâmicas ao sorrir
Redundância da pele palpebral
Flacidez e ptose das regiões nasogenianas e região lateral à comissura labial 30 a 40 anos
III Rugas dinâmicas estáticas leves Fotoenvelhecimento moderado
Lesões senis moderadas
Rugas em repouso e em movimentos leves principalmente as glabelares e frontais
Excesso de pele palpebral mais acentuada
Flacidez e ptose das regiões nasogenianas e região lateral à comissura labial
Proeminência do sulco nasogeniano
Discreta flacidez da região submentoniana
40 a 50 anos
IV Rugas dinâmicas estáticas moderadas Fotoenvelhecimento acentuado
Discromias Lesões senis acentuadas
Rugas em repouso e em movimentos moderados em especial na região cervical
Flacidez e ptose da região submentoniana, nasogeniana e região lateral à comissura labial
Ptose da ponta nasal
50 ou mais
V Rugas dinâmicas estáticas severas Fotoenvelhecimento severo
Pele de cor amarela pálida e espessa
Lesões senis severas
Rugas em repouso e em movimentos severas
Flacidez e ptose severas na região cervical Acima de 60 anos
Tabela 1 Classificação do envelhecimento facial me Horibe, E.K. (2000). Estética clínica e cirúrgica. Revinter: Rio de Janeiro.

 

Como se formam as rugas?

No que interessa à observação e interpretação das micro-expressões, existe um fator que contribui, significativamente, para o aparecimento de rugas: são os movimentos repetitivos efetuados pelas pessoas durante a alimentação (mastigação, deglutição, etc) e as próprias expressões faciais de nossas emoções, que podem desencadear o aparecimento de rugas de expressão.

Observar a formação de rugas temporárias ou a sua acentuação, nos ajudará a identificar quais músculos estiveram em ação. Portanto, preste bastante atenção nas rugas que foram aqui estudadas e saiba quais são os músculos que as formam.

Nos próximos artigos dessa série, mostrarei cada uma das rugas faciais que interessam ao estudo das micro-expressões.

 

Referências

 

Guirro, E., & Guirro, R. (2002). Fisioterapia dermato-funcional. Manole: São Paulo.
Peyrefitte, G., Martini, M.C., & Chivot, M. (1998). Cosmetologia, biologia geral e biologia da pele. Andrei Editora: São Paulo.
Vigliola P. A, & Rubin J. (1997). Cosmiatria III. Ed. Americana de Publicações: Buenos Aires.


Visite as Seções do Portal:

 


Como citar este artigo:

Formato Documento Eletrônico (ABNT)

PIRES, Sergio Fernandes Senna. Rugas: Os indicadores da ação facial. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Disponível em < https://ibralc.com.br/rugas-os-indicadores-da-acao-facial/> . Acesso em 3 Dec 2016.

Formato Documento Eletrônico (APA)

Pires, Sergio Fernandes Senna. (2011). Rugas: Os indicadores da ação facial. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Recuperado em 3 Dec 2016, de https://ibralc.com.br/rugas-os-indicadores-da-acao-facial/.

The following two tabs change content below.
Sergio Senna
Psicólogo, doutor em psicologia (UnB), possui diversas especializações na área de educação, segurança e políticas públicas. Tem larga experiência acadêmica e profissional na interpretação da linguagem corporal, presta assessoria institucional no Congresso Nacional e desenvolve trabalhos acadêmicos nas temáticas da análise da mentira e da linguagem corporal. Veja o currículo completo aqui!
Sergio Senna

Últimos posts de Sergio Senna (ver todos)

Posted in Microexpressões and tagged , , , .

24 Comments

  1. O que se observa hoje em dia é a preocupação em usar produtos e tratamentos estéticos que agem na epiderme e na derme. Ressalvo que a conservação da beleza e estrutura natural da pele deve ser tratada principalmente a nível fisiológico de cada pessoa , valendo-se das informações na medicina ortomolecular dos nutricosmeticos da nanotecnologia e basicamente hábitos saudáveis de vida.

  2. Gostaria de contribuir com uma observação que tenho feito ao longo dos anos.
    Creio que o principal fator que potencializa as rugas é a etnia. Vivo no sul onde é abundante os descendentes de italianos e alemães. Eles enrugam bem mais cedo e se tornam terrivelmente enrugados depois.
    Quanto à exposição ao sol e fumo, eu diria que depende da etnia e genética da pessoa. Conheci anos atrás uma senhora com quase 60 anos que fumava feito uma chaminé (fumava desde moça) e tinha uma pele de porcelana, sem rugas ou manchas.

    • Atena,

      Outra boa observação…A genética tem seu peso sim, bem como o peso cultural (que nos faz ser mais exigente com nossas imperfeições ou não…).

      Abraço,

      Edinaldo Oliveira

  3. Edinaldo: Acho que muita gente exagera no botox ficando depois sem expressão ou com um arremedo de expressão. Contudo tudo aquilo que contribui para maior auto-estima eu considero válido e importante. Nos dias atuais, principalmente, quando a imagem está tão em evidência, se desfazer das rugas é importante para a pessoa que se sente mal com elas, mesmo que sua expressão fique prejudicada.

  4. Perfeito Marcos Roberto, agora, falando mais sobre a raiva no segundo 11…você percebeu que foi uma expressão meio que “incompleta”? O que achou?

  5. SOBRE O VIDEO DO ROBERTO JUSTUS x GENTILI, MINHA OPINIÃO FOI TRISTE E DE UMA PIADA SEM GRAÇA E INFELIZ DO HUMORISTA… BOM MAS GOSTARIA DE DIZER QUE ANALISEI O VIDEO E VEJO INDICADORES DE: 00:11 – INDICADOR DE RAIVA / 00:13 – INDICADOR DE NOJO / 00:17 – INDICADOR DE DESPREZO LEVE E RAIVA SURGINDO… / 00:20 – INDICADOR DE RAIVA / 00:25 – INDICADOR RAIVA / 00:28 – INDICADOR DE TRISTEZA / 00:32 – INDICADOR RAIVA / 00:33 – TRISTEZA / 00:37 – INDICADOR DE RAIVA / 00:49 INDICADOR DE RAIVA “REPARE NOS OLHOS PRETUBERANTES” / 00:55 – INDICADOR DE NOJO / FORA QUANDO O ROBERTO JUSTUS LÇEVANTA A MÃO E APONTA O DEDO INDICADOR COMO SE FOSSE UMA AMEAÇA … MAS COM CERTEZA É UM MOVIMENTO DE RAIVA EM UM CONTEXTO GERAL !

  6. Dra Cintia Cunha Obrigado por sua contribuição…foi extremamente útil, como sempre. Você colocou uma questão importante: a ética! Sabemos que existem profissionais que a qualquer custo querem ganhar, deixando-se uma avaliação clínica mais criteriosa e o diálogo com o paciente longo do consultório.

    Entretanto, conheço profissionais éticos (e acredito que você esta nesta classe), daqueles que quando olham o paciente, vendo que realmente não é necessário nenhuma intervenção (apenas capricho do paciente – por razões diversas), o mesmo se nega a efetuar o procedimento (estético, seja mais simples ou mais profundo). Um bom diálogo as vezes resolve rsrsrs

    Quanto à questão do Dr. Sergio, teria algo a complementar? quando ele falou que viu alguém falando
    “aplicação para elevar a cauda da sobrancelha”? Realmente ficou estranho…

    Abraço!

  7. Olá Edinaldo, bom dia. Legal o vídeo para o debate, mostra como as rugas estáticas podem realmente desaparecer com o uso do Botox. Acho importante a explicação da Dra Cintia. Tem-se notícia que o Botox vem sendo aplicado por pessoas não habilitadas e de forma indiscriminada.

    Para o nosso campo de estudos, interessa saber como e o quanto o relaxamento muscular interfere em nossa avaliação das expressões facial e das emoções subjacentes.

    Fiquei intrigado a partir da descrição do vídeo. A pessoa que o postou no Youtube, disse que:

    “aplicação para elevar a cauda da sobrancelha”

    A elevação da parte externa da sobrancelha se dá pela contração de fibras do Músculo Frontal. Não há outro músculo que realize essa tarefa. De onde se conclui que o efeito de relaxamento muscular do o Botox não conseguirá elevar nenhuma “cauda” (se é que a sobrancelha tem alguma), o que ocorre por contração e não por relaxamento…..

    A única hipótese que me ocorreu foi relaxar o orbicular do olho que se estivesse em um estado de tonificação natural (se ele estiver tonificado pode abaixar um pouco a sobrancelha, mas me parece que não era o caso do rapaz). Nesse caso muito particular, o relaxamento de parte do orbicular pode trazer a sobrancelha para o seu local “original”. Será que era disso que se falava?

    Curioso não?

  8. Edinaldo Oliveira, a toxina botulínica é utilizada na Medicina há quase 30 anos com segurança e eficácia. As formas de aplicação, pontos das injeções, quantidade de produto injetado podem variar de acordo com o profissional que a utilize e dessa forma resultados diferentes podem ser alcançados. Com a toxina é possível simplesmente atenuar uma ruga, deixando-a mais suave sem removê-la totalmente , como também é possível retirá-la completamente e deixar o rosto mais paralizado como nos vídeos mostrados. E o que vai definir isso é a forma de aplicar e quantidade de produto injetado. Não existe método melhor para prevenir o envelhecimento, evitar o aprofundamento da ruga e rejuvenescer do que esse. Porém, principalmente no primeiro vídeo, que mostra a sobrancelha do rapaz meio “estranha” eu diria que não é uma forma que eu gosto de trabalhar. É possivel relaxar alguns músculos e manter a elevação normal da sobrancelha sem ter que deixá-la repuxando. É possível só reduzir um pouco as rugas na lateral dos olhos sem retirar por completo. Agora muitas das vezes o paciente quer retirar tudo! Para o sucesso do tratamento, o que precisa é haver um diálogo e bom senso por parte do médico e do paciente. Assim, o resultado será sempre harmonioso e natural. A grande verdade é que para boa parte da população, envelhecer é sofrido, ter rugas abala muito a auto-estima de várias pessoas e não podemos deixar que vídeos sensacionalistas ou que profissionais mal preparados tirem o mérito de um dos melhores e mais seguros métodos de rejuvenescimento da atualidade. Bom senso, bons médicos e parcimônia é o segredo para um “Botox” bem sucedido.

  9. Atena Vieira Sei que a análise da face não é sua praia, mas alguma colocação, sobre aspectos sociais, por exemplo, do assunto tratado? Abraço!

  10. Pois é Felipe, por isso deixei a chamada para o artigos sobre Rugas…esse tique que você falou parece que é característico dele, entretanto, acredito que ele tenha usado botox (pelo que vejo comentar na mídia, ele tem grande cuidado com a imagem).

    Por isso acho que ficou uma expressão facial faltando algo, como você falou “inexpressivo”… Por essa razão chamei a atenção para o assunto.

    Irei postar alguns artigos sobre o assunto. Excelente comentário!!! Vamos debatendo…

  11. Aos 00:11 tem uma microexpressão de raiva, certo, Edinaldo?
    Só que eu achei o rosto dele muito inexpressivo na parte superior…ele ainda tem uns tics de ficar picando o olho direito que dificulta a análise. Ele movimenta mais a parte debaixo…às vezes surge uns movimentos do zigomático ali, sem o orbicular e tal…Será que ele aplicou botox no corrugador??

  12. Como interpretei: Cabeça ligeiramente levantada (Superioridade); Dedo apontado enquanto fala (Agressividade); “Tique nervoso” na sobrancelha ligeiramente abaixada (Raiva)…

    Se encontrarem + sinais, repassem… 😉

  13. Cirugias plásticas e alterações da nossa face através de programas gráficos mudam sim nossa percepção (se o sorriso é verdadeiro ou falso por exemplo?).

    Para ter uma idéia da complexidade deste assunto, recomendo a leitura do artigo da revista Mente e Cerebro “Botox altera expressões faciais e influencia sentimentos” ::

    http://www2.uol.com.br/vivermente/artigos/botox_altera_expressoes_faciais_e_influencia_sentimentos.html

    ***Não tomem todos os estudos como verdade, mas caso deseje se aprofundar, este artigo pode servir como guia inicial.

    Recomendo ainda a leitura de outro artigo aqui do portal IBRALC:

    “O rosto nos fala?” ::

    http://www.ibralc.com.br/aparencia/o-rosto-nos-fala/

    Por último, gostaria de indicar outro, que lembra da importância entre a ausência de expressão, bem como, a importância de manter a “juventude”:

    http://www.washingtontimes.com/news/2011/nov/7/facing-the-voters/

Deixe uma resposta