Você julga um livro pela capa?


 

julga-Perrett

Você é um bom juiz do caráter de alguém? Você acha que você pode julgar a personalidade de outra pessoa apenas olhando para seu rosto? A pesquisa mostra que a maioria de nós – 90% de acordo com um estudo – pensamos que sim. O que faz o rosto realmente nos dizer sobre a personalidade de alguém?

Os cientistas estão descobrindo evidências de que alguns traços de personalidade podem ser escritos em todo o rosto. Isso pode ter implicações importantes para a maneira como nos comportamos, e até mesmo como podemos escolher as pessoas de nosso convívio mais próximo.

O Professor David Perrett do Laboratório de Percepção da universidade do St Andrews passou dez anos tentando descobrir o que torna uma face bela. Com sua técnica de manipulação digital das faces, demonstrou que as mulheres preferem rostos mais masculinos durante o período fértil de seu ciclo menstrual. As características masculinas foram reforçadas aumentando o queixo e sobrancelhas em contraposição à figuras mais femininas, nas quais se ampliou o rosto e levantou-se as sobrancelhas.

Atualmente, Professor Perrett está usando as mesmas técnicas para investigar as conexões entre as características faciais e personalidade, utilizando o modelo o modelo de cinco fatores:

O Fator I: Extroversão. Quantidade e intensidade das interações interpessoais preferidas Nível de atividade Necessidade de estimulação Capacidade de alegrar-se, etc.

O Fator II: Socialização. * Dimensão interpessoal que se refere aos tipos de interações * Contínuo: compaixão ao antagonismo.

Fator III: Realização. Grau de organização Persistência Controle e motivação em alcançar objetivos. Pessoas que são altas em Realização tendem a ser organizadas, confiáveis, trabalhadoras, decididas, pontuais, escrupulosas, ambiciosas e perseverantes; por outro lado, pessoas que são baixas em Realização tendem a não ter objetivos claros, não são confiáveis, são preguiçosas, descuidadas, negligentes e hedonistas.

Fator IV: Neuroticismo. Nível crônico de ajustamento emocional e instabilidade. Componente emocional da personalidade Este fator apresenta escalas para avaliação de vulnerabilidade, desajustamento psicossocial, ansiedade e depressão.

Fator V: Abertura. Necessidade de comportamentos exploratórios Reconhecimento da importância em ter novas experiências. Indivíduos altos nesta dimensão são curiosos, imaginativos, criativos, divertem-se com novas idéias e com valores não convencionais.


Visite as Seções do Portal:

 


Como citar este artigo:

Formato Documento Eletrônico (ABNT)

PIRES, Sergio Fernandes Senna. Você julga um livro pela capa?. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Disponível em < https://ibralc.com.br/voce-julga-livros-pela-capa/> . Acesso em 20 Nov 2017.

Formato Documento Eletrônico (APA)

Pires, Sergio Fernandes Senna. (2010). Você julga um livro pela capa?. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Recuperado em 20 Nov 2017, de https://ibralc.com.br/voce-julga-livros-pela-capa/.

The following two tabs change content below.
Psicólogo, doutor em psicologia (UnB), possui diversas especializações na área de educação, segurança e políticas públicas. Tem larga experiência acadêmica e profissional na interpretação da linguagem corporal, presta assessoria institucional no Congresso Nacional e desenvolve trabalhos acadêmicos nas temáticas da análise da mentira e da linguagem corporal. Veja o currículo completo aqui!
Publicado em Aparência Física e com a Tags , , , , .

One Comment

Deixe uma resposta