O que evitar ou incluir na linguagem corporal?

O que evitar ou incluir na linguagem corporal? 

Alguns aspectos que uma pessoa deve observar em sua linguagem corporal dizem respeito:

a) aos gestos a serem incluídos ou eliminados do seu repertório;

b) à consciência sobre as próprias expressões faciais e as das demais pessoas;

c) à ocupação de espaços nas reuniões e outras atividades;

d) aos principais sinais da mentira.

 

Nesse artigo abordarei certos gestos a serem incluídos e eliminados. Ao longo das próximas postagens, cada um dos demais tópicos será tratado separadamente.

A seguir indicamos alguns gestos que devem ser conhecidos de todos. Alguns precisam ser evitados, outros incluídos no repertório gestual.

É importante destacar que os movimentos abaixo descritos têm o seu lugar e são apropriados em determinadas situações. Decidimos indicá-los, pois, na maioria das vezes, a sua interpretação não é positiva e acabam prejudicando a pessoa.

Não utilize esse conhecimento como uma “receita de bolo”. É necessário cautela, pois o mesmo gesto em contextos diferentes pode ser interpretado de forma diversa.

Os pés

Um dos mais evidentes sinais de nervosismo é o ir e vir enquanto alguém fala. Outra variante consiste em balançar o pé (geralmente com a perna cruzada). Esses movimentos são o resultado da tensão do corpo que ocorrem pela ativação do Sistema Nervoso Autônomo Simpático.

Controlar a movimentação dos pés pode ajudar a enviar uma mensagem de segurança sobre aquilo que se está falando.

As mãos

linguagem-corporal-hillary-apontandoNo geral, procure não apontar para as pessoas, pois esse movimento pode ser interpretado como uma hostilidade.

Nossas mães tinham razão quando nos ensinaram que não devíamos apontar para as pessoas!

No entanto, ao final de um discurso bem sucedido, enquanto duram os aplausos, apontar para uma ou outra pessoa pode criar um vínculo temporário com ela, mostrando que ela é reconhecida em meio à multidão. Políticos famosos fazem isso sempre….

Gestos como “cortar”, “karatê” devem ser evitados quando não tiverem a sua utilidade durante a fala. Ao invés disso, deve-se apresentar as palmas da mão para o público, pois indica uma atitude mais receptiva e não ameaçadora.

Posições dos braços e corpo

Na maioria dos casos, nossa linguagem corporal é interpretada em conjunto com o que dizemos e também é considerada no todo dos gestos, movimentos e expressões faciais. O observador e o público em geral consideram um conjunto dinâmico de combinações e não apenas um gesto isolado para tirar suas conclusões.

A figura a seguir mostra três exemplos de posturas que têm o momento certo para aparecer. Nos momentos não planejados, devem ser evitadas:

linguagem-corporal-maos-bolso linguagem-corporal-braco-cruzado linguagem-corporal-mao-quadril

 

a) As duas mãos no bolso

A audiência pode interpretar que o orador está distante ou nervoso. Caso sinta necessidade, coloque apenas uma das mãos no bolso e utilize a mão livre para gesticular enquanto fala.

b) Braços cruzados

Falar em público de braços cruzados deve ser evitado. Os interlocutores podem interpretar distância ou resistência. Normalmente, as pessoas interpretam essa posição como uma barreira ou obstrução. Mas cuidado, as pessoas também podem estar com frio……

c) mãos nos quadris:

A audiência pode ter a percepção de que a pessoa é autoritária, imponente, agressiva ou exibida, dificultando o acolhimento da mensagem pelo público. Por outro lado, em certos momentos essa posição é interpretada como auto-confiança ou prontidão para agir.

O próximo artigo versará sobre algumas expressões faciais que devemos observar.


Visite as Seções do Portal:

 


Como citar este artigo:

Formato Documento Eletrônico (ABNT)

PIRES, Sergio Fernandes Senna. O que evitar ou incluir na linguagem corporal?. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Disponível em < https://ibralc.com.br/o-que-evitar-ou-incluir-na-linguagem-corporal/> . Acesso em 2 Dec 2016.

Formato Documento Eletrônico (APA)

Pires, Sergio Fernandes Senna. (2011). O que evitar ou incluir na linguagem corporal?. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Recuperado em 2 Dec 2016, de https://ibralc.com.br/o-que-evitar-ou-incluir-na-linguagem-corporal/.

The following two tabs change content below.
Sergio Senna
Psicólogo, doutor em psicologia (UnB), possui diversas especializações na área de educação, segurança e políticas públicas. Tem larga experiência acadêmica e profissional na interpretação da linguagem corporal, presta assessoria institucional no Congresso Nacional e desenvolve trabalhos acadêmicos nas temáticas da análise da mentira e da linguagem corporal. Veja o currículo completo aqui!
Sergio Senna

Últimos posts de Sergio Senna (ver todos)

Posted in Linguagem Corporal and tagged , , , .

5 Comments

    • Prezado Tiago, muito obrigado pelas gentis palavras.
      Tenho certeza de que você vai gostar dos demais artigos do Portal.

      Um abraço
      Sergio Senna

  1. Me interesso muito pela linguagem corporal. Ela é fantástica. Em algumas situações me vejo policiando meus gestos quanto não quero deixar margem para que o outro faça alguma leitura sobre mim. Ah e tbém faço a minha leitura acerca do outro. Bjo grande

  2. Adoro os exemplos que você acha na internet para representar o que está dizendo!
    Algo me diz que a Hilary não está criando vinculo com ninguém por ali! hehehe

Deixe uma resposta