Como perceber o desconforto no abraço?

O abraço, linguagem corporal e o espaço psicológico ao redor de nós

Cada um de nós tem uma experiência diferente na interpretação da linguagem corporal e com a distância que as outras pessoas mantém durante a interação. Essas experiências podem variar de muito agradáveis e desejadas até as impressões de insuportável desconforto. Isso não é diferente no caso do abraço. Quem já não se sentiu mal quando alguém (desconhecidos, por exemplo) nos fala muito perto do rosto?

Não podemos ignorar que o nosso corpo é uma referência para nós. Quando o assunto é espaço e a sua ocupação, o corpo ganha uma importância especial.

Nossos sentidos são os principais responsáveis pela percepção das distâncias que devem ser mantidas. É obvio que também existe um fator cultural na linguagem corporal, pois aprendemos o que é adequado e inadequado em nossa educação.

Para exemplificar, temos a classificação proposta por Edward Hall em seu livro sobre linguagem corporal –  The Hidden Dimension (A Dimensão Oculta) em termos de quatro categorias:

Distância Referencial em relação à fala Nível de privacidade Exemplo na linguagem corporal

Íntima

 

 

 

5 a 45 cm

Cochicho Pessoal – Secreto

Políticos trocando idéias durante uma reunião, sem desejarem que os demais saibam do assunto.

 

 

 

 

Pessoal

 

 

 

45 cm a 1,20 m

Voz baixa Pessoal- Confidencial

Conversa amistosa entre duas pessoas.

 

 

 

 

Social

 

 

 

1,20 a 2,10 m

Plena voz Conversação social

A linguagem corporal de amigos conversando em um bar ou festa. Podem estar separados por uma mesa, sentados em poltronas ou mesmo em pé, de frente um para o outro.

 

 

 

 

Pública

 

 

 

mais de 2,10 m

Voz alta Público

Palestras, aulas e discursos.

 

 

 

 

 

A figura abaixo resume as áreas do espaço psicológico que imaginamos ao nosso redor e ao qual damos significado territorial na linguagem corporal. No abraço, as pessoas se expressam na área de toque.

Essa imagem é atribuída a um estudo sobre a circulação de pessoas no Metrô de São Paulo. Observe que as distâncias elaboradas por Hall foram utilizadas como referência.

Esse é um assunto complexo, que pretendemos desenvolver em diversos artigos no Portal Segredos da Face- Linguagem Corporal. Nesta ocasião trataremos do abraço, como expressão de alegria, de carinho e de comemoração onde, supostamente, as pessoas consentem a “invasão” do espaço íntimo.

Como “ler” a linguagem corporal e identificar o constrangimento em um abraço?

O abraço é uma manifestação de congratulação quase que universalmente adotada e aceita na linguagem corporal humana. Sua frequência e as situações em que é considerado aceitável variam de cultura para cultura.

Integrantes de alguns povos sentem-se muito desconfortáveis com abraços, enquanto outros o celebram, podendo abraçar pessoas estranhas sem o menor constrangimento.

Como, então, identificar o constrangimento na linguagem corporal do abraço?

A chave para responder essa pergunta encontra-se na observação da posição do corpo das pessoas que se abraçam. Veja as fotos abaixo que foram retiradas de vídeos da campanha “Abraço Grátis” (Free Hugs) que correu pelo mundo há alguns anos.

Nessa foto, observa-se que as barrigas das pessoas, no abraço, não se tocam. É muito comum que esse espaço se forme quando o abraço ocorre entre desconhecidos ou quando a situação o exige, mas as pessoas não se encontram confortáveis uma com a outra. O exemplo acima, retirado da mesma campanha, demonstra como uma das pessoas que abraça manteve seu braço esquerdo ao longo do corpo, evitando abraçar, completamente. A posição do corpo também está inclinada, encostando somente parte do lado direito do corpo para o abraço. Essa é outra demonstração de desconforto.

 

Veja o vídeo original da campanha Free Hugs (Abraço Grátis) e procure identificar quem se sentiu desconfortável com a proposta de abraçar um completo estranho:

Então, fique atento(a)! Ao perceber que uma pessoa se sente desconfortável com a proximidade (mesmo no abraço), entenda a linguagem corporal e procure respeitar as distâncias que os estudos científicos sugerem que são seguras para os fins que se destinam.

Aprenda a interpretar a linguagem corporal conosco, identificando o desconforto no abraço.


Visite as Seções do Portal:

 


Como citar este artigo:

Formato Documento Eletrônico (ABNT)

PIRES, Sergio Fernandes Senna. Como perceber o desconforto no abraço?. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Disponível em < https://ibralc.com.br/desconforto-no-abraco/> . Acesso em 18 Dec 2017.

Formato Documento Eletrônico (APA)

Pires, Sergio Fernandes Senna. (2011). Como perceber o desconforto no abraço?. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Recuperado em 18 Dec 2017, de https://ibralc.com.br/desconforto-no-abraco/.

The following two tabs change content below.
Psicólogo, doutor em psicologia (UnB), possui diversas especializações na área de educação, segurança e políticas públicas. Tem larga experiência acadêmica e profissional na interpretação da linguagem corporal, presta assessoria institucional no Congresso Nacional e desenvolve trabalhos acadêmicos nas temáticas da análise da mentira e da linguagem corporal. Veja o currículo completo aqui!
Publicado em Proxêmica (Língua Portuguesa) e com a Tags , , , , , .

86 Comments

  1. Realmente Suly, existe um grande desconforto por parte dos envolvidos…com exceção do Maluf, claro…rsrsrs (este é descarado mesmo).

  2. Os olhos e a expressão do Lula ,diz tudo, nao gosto, mas sou obrigado a fazer,então eu faço;ja os outros pura hipocrisia

  3. Prezada Suely, no portal tem um artigo que fala um pouco sobre os códigos de ações faciais…assim você entenderá melhor o assunto..depois posto o link aqui.

  4. Oi Suely, os números fazem parte de uma sistema descritivo internacional para as expressões faciais. Através dele podemos comunicar, com mais facilidade, o que está ocorrendo na face.

    Além disso, existem teorias que relacionam esses movimentos faciais a estados emocionais básicos como raiva, medo, desprezo e alegria.

    Aqui praticamos um pouco esa linguagem, mas admito que o ideal é explicar para que outras pessoas que não entendem a codificação possam igualmente acompanhar e debater juntamente conosco.

    Vc viu um pouco de nosso trabalho.

    Um abraço
    Senna

  5. Obrigado, Mariza Borges, pela sua colaboração. Esse histórico das relações entre as pessoas é muito importante para a análise dos comportamentos atuais e das reações que expressam nesse tipo de encontro como Lula e Maluf. Quem diria que Lula seria capaz de fazer uma aliança com Maluf e concretizar isso na residência desse último…..

  6. Marcos Roberto Como sempre, boa sua análise. Sou vou chamar a atenção para o trecho:

    “”QUANDO DR. PAULO MALUF DIZ, QUE JOSÉ GENUÍNO É UM BOM HOMEM, ELE (MALUF) MOVIMENTA A CABEÇA NA HORIZONTAL (SINAL DE NEGAÇÃO/ INCERTEZA), MESMO DIZENDO COM AS PALAVRAS QUE SIM”! SEU CORPO CONTRADIZ O QUE ELE FALA ! SNA “SISTEMA NERVOSO AUTÔNOMO”, SE PERCEBE BEM !”

    Não vai nesse indicador “sinal negativo com a cabeça”, isso é PNL, não é um indicador confiável.

    Para entender melhor, recomendo a leitura do artigo: http://ibralc.com.br/web-destaque/entenda-programacao-neurolinguistica/

    Abraço!

  7. QUERO ANALISAR O OUTRO VIDEO PARA QUE EU POSSA DEBATER COM VOCÊS, MAS REALMENTE ESTÁ DIFICIL POIS, MEU COMPUTADOR NÃO ESTÁ AJUDANDO ! AMANHÃ NO EMPRESA COM CERTEZA IREI ASSISTIR O VIDEO DO LULA, DO CANDIDATO A PREFEITO E DO DR. PAULO MALUF. EDINALDO AMANHÃ , DESCULPA MAS MINHA INTERNET NÃO ESTÁ AJUDANDO MUITO AQUI EM CASA ABRAÇOS.

  8. BOA NOITE A TODOS! GOSTARIA DE PRIMEIRO ANALISAR SOBRE O VIDEO “MALUF DIZ QUE PT QUE MUDOU”.
    00:35 – TEMOS AQUI INDICADOR AU2 – FRONTAL PARTE EXTERNA (LEVANTA A PARTE EXTERNA DA SOBRANCELHA E PODE PRODUZIR RUGAS HORIZONTAIS NO CENTRO DA TESTA), BEM DESTACADO NO VIDEO. TEMOS TAMBÉM INDICADOR AU5 – LEVANTADOR DA PÁLPEBRA SUPERIOR (ABRE A PÁLPEBRA SUPERIOR, DANDO A IMPRESSÃO DE ATENÇÃO E PRONTIDÃO). TEMOS AU27 – PTERIGÓIDE LATERAL, DIGÁTRICO (ABERTURA AMPLA E PROVOCADA DA BOCA). OBSERVEM O INDICADOR DE EMOÇÃO SURPRESA, LOGO QUE O ENTREVISTADOR LHE FAZ UMA PERGUNTA.
    00:36 / 00:38 – TEMOS UM INDICADOR AU4 – CORRUGADOR DO SUPERCÍLIO + PRÓCERO (TRACIONA A PARTE INTERNA DA SOBRANCELHA PARA BAIXO, PRODUZINDO RUGAS VERTICAIS ENTRE AS SOBRANCELHAS), BEM VISÍVEL E, UMA OBSERVAÇÃO INTERESSANTE: “QUANDO DR. PAULO MALUF DIZ, QUE JOSÉ GENUÍNO É UM BOM HOMEM, ELE (MALUF) MOVIMENTA A CABEÇA NA HORIZONTAL (SINAL DE NEGAÇÃO/ INCERTEZA), MESMO DIZENDO COM AS PALAVRAS QUE SIM”! SEU CORPO CONTRADIZ O QUE ELE FALA ! SNA “SISTEMA NERVOSO AUTÔNOMO”, SE PERCEBE BEM !
    00:41 / 00:42 – ELE (MALUF) QUER DIZER QUE “NÃO DEPRUDIA DE SEUS ADVERSÁRIOS” COM AS PALAVRAS, MAS, COM O CORPO PERCEBEMOS QUE ELE FAZ UM MOVIMENTO VERTICAL COM A CABEÇA (SINAL POSITIVO / SIM) , MAIS UMA VEZ SE CONTRADIZENDO ! TAMBÉM A MOVIMENTAÇÃO DAS MÃOS QUE É UM INDICADOR DE MANIPULAÇÃO / DISSIMULAÇÃO.
    REPAREM QUE O DR. PAULO MALUF TEM INDICADOR AU4 – CORRUGADOR DO SUPERCÍLIO + PRÓCERO (TRACIONA A PARTE DA SOBRANCELHA PARA BAIXO, PRODUZINDO RUGAS VERTICAIS ENTRE AS SOBRANCELHAS). SÃO INDICADOR DE RAIVA, ISSO PODE EXPLICAR PORQUE A MOVIMENTAÇÃO TÃO INTENSA DAS MÃO. QUANDO SENTIMOS RAIVA, O SANGUE CIRCULA MAIS RÁPIDO NAS MÃOS, POR ISSO A MOVIMENTAÇÃO (NÃO ESQUEÇAM O CORPO FALA, DÁ SINAIS)!
    JÁ O RESTANTE DO VIDEO, TEMOS MICRO EXPRESSÕES DE : INDICADORES DE DESPREZO, RAIVA, AVERSÃO, E SURPRESA !
    OBRIGADO E BOA NOITE A TODOS !

  9. Tudo que se tem pra concluir sobre isso é que essa ligação entre partidos não está nada segura, percebe-se isso pela “inquietação” de Lula e Haddad. E quanto ao desconforto do “abraço”, o clássico tapinha diz muita coisa…

  10. fiquei curiosa sobre o senhor que vc citou, a cara dele estava fechada, mas atento ao que diziam.Como não sou especialista não consigo decifrar o que sua expressão indica.

  11. Durante o vídeo, tanto de Lula como o do Haddad estão em uma situação extremamente desconfortável…vi indicadores “negativos”, como 1, 4, 7, 14, 17, 21….entendo que estivesse em uma situação desagradável. Depois posso detalhar melhor…

  12. Vocês observaram o senhor que esta atrás de Maluf? Careca de Terno Cinza e camisa branca…a partir de 2:16…esse vale olhar, escutando o discurso…

  13. Mas, vou tentar. Em relação à foto e ao vídeo da visita do Lula e do Haddad à casa do Maluf, fiquei com a impressão de que o Maluf estava se deliciando com aquela situação. O Lula me pareceu pela sua postura, estar cumprindo uma coisa desagradável, porém necessária, sem constrangimento, mas sem apreço. Acho que ele analisou os prós e contras e achou que valia a pena encarar a saia justa pelo minuto e meio a mais na tv para seu candidato. E o Haddad, afagando as costas do Lula me parece um gesto de pupilo agradecido. Tipo, esse cara tá encarando isto por mim. Observei, também, aquilo que o professor Sergio Senna Pires falou, em um dos vídeos o Haddad procura sempre dar uma volta para consertar a fala do Maluf e ao meu ver se esquivou de ter que explicar que quer o apoio dele, mas não a presença, quando perguntado se o Maluf estaria também nos palanques. Por fim, concordo, pelo menos em uma coisa, com o Maluf: Ele não mudou, sempre foi desonesto e nem dá para esconder porque é procurado(?) pela Interpol. mas o PT mudou. E na minha opinião mudou muito e para pior. De tudo o que eu mais gostei desta história foi a posição coerente da Erundina. Isto me dá esperanças…

  14. Oi Edinaldo Oliveira! Eu tenho muita dificuldade em analisar imparcialmente, tudo o que se refere ao Lula, ao Maluf e até ao Haddad. Acho que minha antipatia pessoal pelos dois primeiros é tão forte que só vejo a tentiva de engodo e armação e a cara de pau dos que se acham acima do bem e do mal. Quanto ao Haddad, não vejo isso, só acho que como ministro da Educação ele foi incompetente e portanto não o vejo como bom candidato para SP.

  15. Lula tira o Maluf da coligaçao vai ser melhor para o país, pois esse cidadão tem mandado de prisao pela interpol

  16. Pelo que vi no video o Lula apertou a mão de mais de uma pessoa de forma meio distante mesmo, sem muito prolongamento nem muito contato…o que se repete nos “semi-abraços” que ele distribui. Parece estar com pressa, cara fechada…

  17. A distância?? Fora isso, ainda tem um cidadão como barreira entre os dois?? Só consegui ver isso…por se tratar de uma foto, as expressões são pouco válidas….

Deixe uma resposta