7 de fevereiro de 2018 7-38-55-ibralc

O Mito de Mehrabian

Seja consistente em sua comunicação!

silent-messages-ibralc
Você poderá ver o conteúdo integral do livro ao final deste artigo.

Quando se trata da interpretação da linguagem corporal, a maioria de nós já viu algum tipo de estatística assim:

55% da mensagem geral é como a pessoa se movimenta ao entregar a mensagem.

38% da mensagem geral é forma [seu tom, volume da voz, velocidade da fala etc] como a pessoa entrega a mensagem.

7% da mensagem geral pode ser atribuída às palavras que a pessoa usa.

Se você levar esses números e explicações ao pé da letra, eles podem sugerir que você pode assistir a um filme estrangeiro sem legendas. Simplesmente observando a forma como dois atores conversam. Segundo essa lógica, você pode ouvir como as palavras são ditas, observar os gestos dos atores e obter 93% da mensagem. O significado das palavras simplesmente não faz muita diferença…..

No entanto, este não é o caso. Em nosso exemplo, você poderá até reconhecer as emoções, mas não entenderá o que é dito. Compreenderá significativamente menos de 93% do que acontece na cena observada.

Os números 55, 38 e 7 apareceram pela primeira vez em um livro de 1971 intitulado Silent Messages [Mensagens Silenciosas], escrito por Albert Mehrabian e cujo conteúdo está baseado em uma de suas pesquisas. Entretanto, a forma como o senso comum se apropriou desses achados tem pouca semelhança com o que o professor Mehrabian originalmente pretendia. Esse é hoje o mito sobre linguagem corporal mais difundido na Internet.

Mehrabian usa duas equações em Silent Messages (nas páginas 43 a 45) para descrever os resultados de uma seção de sua pesquisa, em um capítulo intitulado “The Double-Edged Message”. Nesse momento, nos interessa a segunda de suas equações:

Total feeling = 7% verbal feeling + 38% vocal feeling + 55% facial feeling

Comunicação de sentimentos = 7% verbal + 38% vocal + 55% facial

O raciocínio do professor Mehrabian é de que as palavras, a voz e a linguagem corporal devem ser consistentes umas com as outras durante a comunicação. Se o receptor da informação detectar alguma inconsistência, será o não verbal, prioritariamente, a ser utilizado para se obter uma impressão geral sobre a mensagem.

Em seus estudos, ele concluiu [e entendemos que essa é a forma que esses dados devam ser interpretados] que as expressões faciais têm um impacto mais relevante ao comunicarmos os nossos sentimentos; em segundo lugar a forma como se fala e em terceiro a mensagem propriamente dita.

estou-bem-ibralc
Estou bem!

Por exemplo: alguém gritando, com a cara fechada, mas dizendo que está bem…. não será muito convincente…… Nós priorizamos os indicadores não verbais quando a questão é inferir sobre as emoções das pessoas.

Em outras palavras, se você decidir manipular a sua linguagem corporal ou a forma como fala, faça-o de forma profissional, pois os seus interlocutores perceberão a inconsistência, o que diminuirá a probabilidade das pessoas acreditarem em você. Como Mehrabian escreve, “as pessoas dependem mais de ações para inferir sobre os sentimentos de outra pessoa”.

Por esse motivo é importante “ser você mesmo”. Treine suas apresentações em público, grave com uma câmera e assista sem manter uma postura “defensiva”. Não tenha receios, todos precisamos melhorar em algo…

Seja natural! Se você usa gestos quando conversa ao telefone (e praticamente todos nós fazemos isso), deve trazer esses gestos para as suas interações. Deixe-os acontecer de forma natural. Eles são um componente integral de quem você é como ser humano e, portanto, fundamentais para você dar vida ao conceito de “seja você mesmo”.

Usar os gestos naturalmente e estar consciente de suas verdadeiras emoções sobre determinado assunto são duas estratégias fundamentais para garantir a consistência entre o que é dito [como as palavras soam] e como você se movimenta nesse contexto. Tenha isso em mente e a sua eficácia em comunicar será aperfeiçoada.

Veja também:


 

93% da comunicação é mesmo não verbal?

Mitos

 


Se estiver curioso(a) dê uma olhada no livro Silent Messages abaixo:

Albert Mehrabian Silent Messages 1971

Albert Mehrabian Silent Messages 1971 – Free ebook download as PDF File (.pdf) or read book online for free.

 

 


Visite as Seções do Portal:

 


Como citar este artigo:

Formato Documento Eletrônico (ABNT)

PIRES, Sergio Fernandes Senna. O Mito de Mehrabian. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Disponível em < https://ibralc.com.br/o-mito-de-mehrabian/> . Acesso em 25 Feb 2018.

Formato Documento Eletrônico (APA)

Pires, Sergio Fernandes Senna. (2018). O Mito de Mehrabian. Instituto Brasileiro de Linguagem Corporal. Recuperado em 25 Feb 2018, de https://ibralc.com.br/o-mito-de-mehrabian/.

The following two tabs change content below.
Psicólogo, doutor em psicologia (UnB), possui diversas especializações na área de educação, segurança e políticas públicas. Tem larga experiência acadêmica e profissional na interpretação da linguagem corporal, presta assessoria institucional no Congresso Nacional e desenvolve trabalhos acadêmicos nas temáticas da análise da mentira e da linguagem corporal. Veja o currículo completo aqui!

Últimos posts de Sergio Senna (ver todos)

Deixe uma resposta